Porto Alegre, terça-feira, 13 de julho de 2021.
Dia do Engenheiro de Saneamento e Dia Mundial do Rock.
Porto Alegre,
terça-feira, 13 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Copa Sul-Americana

- Publicada em 21h09min, 13/07/2021. Atualizada em 21h23min, 13/07/2021.

Grêmio volta a vencer e sai na frente nas oitavas da Sul-Americana

 Léo Pereira comemorou com os companheiros o gol que deu fim ao jejum de vitórias

Léo Pereira comemorou com os companheiros o gol que deu fim ao jejum de vitórias


LUCAS UEBEL/GRÊMIO/FBPA/JC
Deivison Ávila
Ufa! O Grêmio finalmente se reencontrou com a vitória. Nesta terça-feira (13), os comandados de Luiz Felipe Scolari fizeram um jogo com a cara do comandante. O Tricolor soube sofrer, foi pressionado, mas marcou o gol, segurou o time equatoriano e venceu a LDU, em Quito, por 1 a 0, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. O resultado põe fim a um jejum de mais de 40 dias sem comemorar um triunfo e traz a vantagem para o jogo da voltas, na próxima semana, na Arena.
Ufa! O Grêmio finalmente se reencontrou com a vitória. Nesta terça-feira (13), os comandados de Luiz Felipe Scolari fizeram um jogo com a cara do comandante. O Tricolor soube sofrer, foi pressionado, mas marcou o gol, segurou o time equatoriano e venceu a LDU, em Quito, por 1 a 0, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. O resultado põe fim a um jejum de mais de 40 dias sem comemorar um triunfo e traz a vantagem para o jogo da voltas, na próxima semana, na Arena.
O primeiro tempo em Quito foi de domínio total das ações por parte dos equatorianos. Já a equipe de Felipão adotou uma postura mais cautelosa, com as linhas recuadas partindo ao ataque em momentos pontuais. O goleiro Gabriel Chapecó foi de boa atuação, evitando que o adversário balançasse as redes. Logo aos oito minutos, Zunino ganhou no alto da defesa tricolor e tocou para Amarilla. O atacante finalizou de dentro da área, cara a cara com Chapecó, que salvou os visitantes.
Aos 16, o goleiro do Grêmio fez outra grande defesa: Amarilla fez o pivô e ajeitou para Alcívar bater no cantinho e Chapecó salvar mais uma vez. Dois minutos depois, o time gaúcho conseguiu dar fim ao jejum de cinco jogos sem marcar um gol. No contra-ataque, Vanderson cruzou para Jean Pyerre, que não alcançou a bola em um primeiro momento. Em seguida, ele evitou a saída pela linha lateral e cruzou na medida para Léo Pereira cabecear para o fundo do gol.
O Grêmio recuou um pouco mais e ficou na espera da LDU. Enquanto isso, os equatorianos tentavam a igualdade. Aos 36, Billy Arce recebeu próximo da ponta da área e bateu colocado. Chapecó voou no ângulo direito e evitou o gol de empate. Já aos 44, o Grêmio perdeu a chance de ampliar: Alisson avançou em velocidade pela esquerda, entrou na área, tabelou com Jean Pyerre, mas chutou em cima de Gabbarini.
A etapa final começou com a LDU em cima do Tricolor, mas sem conseguir levar perigo ao gol de Chapecó. A primeira grande chance foi dos visitantes. Fernando Henrique tocou para Vanderson. O lateral levantou na área e a bola foi na direção do gol e quase surpreendeu Gabbarini, que deu um passe atrás e evitou o segundo dos gremistas.
O técnico da LDU se revoltou com a atuação da equipe e promoveu três trocas de uma só vez e as mudanças quase resultaram no gol de empate. Aos 18, Ayala chutou forte, rasteiro, e a bola passou perto da trave esquerda. Os equatorianos seguiram pressionando e o Tricolor apenas se defendendo. Só que nos acréscimos, Ricardinho perdeu a chance de matar a partida, batendo por cima, de dentro da área. Mesmo assim, o time de Felipão segurou a pressão e garantiu a primeira vitória no retorno do técnico ao comando do Tricolor.
LDU-EQU 0
Gabbarini; Quinteros (Perlaza), Frank Guerra, Luis Caicedo e Luis Ayala (Muñoz); Zunino (Reasco), Piovi, Alcívar (Kaprof) e Jhojan Julio; Luis Amarilla (Mercado) e Billy Arce. Técnico: Pablo Marini.
Grêmio 1
Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Kannemann e Cortez; Fernando Henrique e Lucas Silva (Mateus Sarará); Alisson (Léo Chú), Jean Pyerre (Douglas Costa) e Léo Pereira; Diego Souza (Ricardiho). Técnico: Luiz Felipe Scolari.
Árbitro: Cristian Garay (CHI).
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário