Porto Alegre, domingo, 13 de junho de 2021.
Dia do Turismo / Turista.
Porto Alegre,
domingo, 13 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 18h06min, 13/06/2021.

Grêmio perde em casa para o Athletico-PR e segue sem pontuar no Brasileirão

Tricolor de Diego Souza até teve volume de jogo, mas não conseguiu ameaçar o gol do Furacão

Tricolor de Diego Souza até teve volume de jogo, mas não conseguiu ameaçar o gol do Furacão


LUCAS UEBEL/GRÊMIO/FBPA/JC
Deivison Ávila
E o Grêmio segue sem vencer pelo Campeonato Brasileiro. Ou pior: perdeu a segunda partida seguida e ainda não pontuou. Neste domingo, o Tricolor recebeu o Atlhetico-PR e perdeu por 1 a 0, pela 3ª rodada da competição. Foi a primeira derrota de Tiago Nunes no comando da equipe, logo para o time que o projetou para o cenário nacional.
E o Grêmio segue sem vencer pelo Campeonato Brasileiro. Ou pior: perdeu a segunda partida seguida e ainda não pontuou. Neste domingo, o Tricolor recebeu o Atlhetico-PR e perdeu por 1 a 0, pela 3ª rodada da competição. Foi a primeira derrota de Tiago Nunes no comando da equipe, logo para o time que o projetou para o cenário nacional.
O Furacão começou assustado os donos da casa. Logo aos 30 segundos de jogo, Vitinho cruzou na área e Nikão surgiu livre na segunda trave e cabeceou de peixinho. Brenno, atento, mandou para escanteio. Aos sete minutos, os paranaenses reclamaram um pênalti, após uma chegada de Kannemann em Vitinho. O juiz nada marcou e o jogo seguiu.
Aos poucos, o Grêmio foi ganhando os espaços e a partida ficou bastante equilibrada. Aos 15, Cortez recebeu lançamento, ganhou de Pedro Henrique e cruzou pelo alto. Diego Souza deu um belo voleio, mas a bola bateu no chão e saiu por cima do gol. Aos 30, foi a vez de Ferreirinha. O camisa 11 recebeu na entrada da área e arriscou o chute. A bola passou à direita do gol, e Santos só acompanhou.
O Athletico chegou mais duas vezes com perigo. Na primeira, Vitinho chutou cruzado e a bola passou perto, assustando Brenno. Na segunda, Marcinho cobrou falta, de longe, mas a bola saiu. De tanto criar, o Furacão abriu o marcador, aos 43: Marcinho arrancou pela direita e acionou Matheus Babi, que tocou na saída de Brenno. O assistente marcou o impedimento, porém, o árbitro de vídeo confirmou a posição legal após dois minutos de análise.
A segunda etapa foi marcada por muita vontade do Grêmio, muitas alterações, mas pouca organização. Enquanto isso, o Athletico aproveitou os espaços deixados pelo Tricolor e criou chances mais perigosas. Aos 16, os paranaenses aproveitaram um erro de passe entre Geromel e Kannemann, e Nikão deu um voleio, passando perto da trave esquerda do gol defendido por Brenno.
Nos minutos finais, Tiago Nunes amontoou atacantes e ficou apenas com Maicon na marcação no meio-campo. O Grêmio até ensaiou uma pressão, mas não conseguiu criar um lance sequer com perigo. Os gaúchos voltam a campo na próxima quinta-feira, contra o Sport, em Recife.
Grêmio 0 - Brenno; Rafinha (Vanderson), Geromel, Kannemann e Cortez; Thiago Santos (Ricardinho), Matheus Henrique (Jean Pyerre), Luiz Fernando (Maicon), Jhonata Robert (Léo Chú) e Ferreira; Diego Souza. Técnico: Tiago Nunes.
Athletico-PR 1 - Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e José Ivaldo; Marcinho (Khellven), Christian (Léo Cittadini), Richard e Abner; Nikão (Terans), Matheus Babi (Renato Kayzer) e Vitinho (Carlos Eduardo). Técnico: António Oliveira.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário