Porto Alegre, segunda-feira, 07 de junho de 2021.
Dia da Liberdade de Imprensa.
Porto Alegre,
segunda-feira, 07 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Futebol Brasileiro

- Publicada em 17h54min, 06/06/2021.

Rogério Caboclo é afastado da presidência da CBF

Presidente da entidade não resistiu a pressões após denúncia de assédio

Presidente da entidade não resistiu a pressões após denúncia de assédio


DOUGLAS SHINEIDR/AFP/JC
Rogério Caboclo não atendeu aos pedidos para se afastar e resistiu até o fim. Mas neste domingo, ele foi retirado da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por 30 dias. A decisão foi tomada pelo conselho de ética da entidade.
Rogério Caboclo não atendeu aos pedidos para se afastar e resistiu até o fim. Mas neste domingo, ele foi retirado da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por 30 dias. A decisão foi tomada pelo conselho de ética da entidade.
Ele terá esse tempo para se defender da acusação de assédio moral e sexual feito por uma cerimonialista da entidade. Antônio Carlos Nunes de Lima, o coronel Nunes, assume a presidência por ser o vice mais velho (82 anos). O vácuo no poder da confederação será discutido em uma reunião nesta segunda-feira (7).
Somada à denúncia de assédio, está a pressão realizada pelo treinador da Seleção, Tite, e os jogadores, que não querem jogar a Copa América no País. A proximidade de Caboclo com o presidente da República, Jair Bolsonaro, resultando em uma politização da entidade, também geraram desconforto.
Segundo pessoas ouvidas pela reportagem, o receio de Caboclo era que, sem o poder da presidência da CBF, ele voltasse ao ostracismo. O hoje homem mais poderoso do futebol brasileiro nunca foi uma liderança nem mesmo no seu clube do coração, o São Paulo. Subiu na Federação Paulista de Futebol e depois na CBF sob as bênçãos de Marco Polo Del Nero, banido do futebol pela Fifa.

 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário