Porto Alegre, sábado, 24 de abril de 2021.
Dia do Agente de Viagem. Dia Internacional do Jovem Trabalhador.
Porto Alegre,
sábado, 24 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Gaúcho

- Publicada em 23h10min, 24/04/2021.

Grêmio sai na frente, leva sufoco, mas vence Ypiranga e termina líder

Vitória de 3 a 2 neste sábado (24) deu ao Grêmio o direito de decidir fases decisivas em casa

Vitória de 3 a 2 neste sábado (24) deu ao Grêmio o direito de decidir fases decisivas em casa


LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC
Igor Natusch
Foi com vitória a estreia de Tiago Nunes como treinador do Grêmio. Depois de abrir ampla vantagem, o Tricolor deixou o Ypiranga encostar, mas ainda assim saiu com o 3 a 2 e a liderança na fase classificatória do Campeonato Gaúcho, com 24 pontos. Assim, o time da Capital terá a oportunidade de decidir em casa nas fases decisivas da competição. O adversário nas semifinais será o Caxias, que empatou fora de casa contra o Pelotas em 1 a 1 e terminou em quarto lugar, com 17 pontos.
Foi com vitória a estreia de Tiago Nunes como treinador do Grêmio. Depois de abrir ampla vantagem, o Tricolor deixou o Ypiranga encostar, mas ainda assim saiu com o 3 a 2 e a liderança na fase classificatória do Campeonato Gaúcho, com 24 pontos. Assim, o time da Capital terá a oportunidade de decidir em casa nas fases decisivas da competição. O adversário nas semifinais será o Caxias, que empatou fora de casa contra o Pelotas em 1 a 1 e terminou em quarto lugar, com 17 pontos.
Na escalação, o novo treinador não mexeu muito na equipe que venceu os colombianos do La Equidad na estreia na Copa Sul-Americana, na última quinta-feira. A maior surpresa foi a opção por Vanderson, que começou a partida na lateral-direita – Rafinha, principal contratação da temporada até aqui, ficou no banco de reservas.
A partida começou intensa. Precisando de um bom resultado para garantir a classificação sem placares paralelos, o Ypiranga mostrou disposição ofensiva, e quase marcou aos 9 mins, em um cabeceio de Reinaldo. Com dificuldades para sair com a bola dominada, o Grêmio cometia erros: aos 15 mins, um recuo curto de Cortez por pouco não resultou em gol do time de Erechim.
Depois de alguns minutos, a habilidade dos jovens gremistas começou a aparecer. Aos 22 mins, em tabela de Ferreira e Matheus Henrique, o segundo caiu dentro da área e o árbitro marcou a penalidade. Diego Souza bateu seco, no meio do gol, para abrir o placar.
O gol abalou o Ypiranga, e um erro de Paulo Gianezini, aos 27 mins, acabou sendo fatal. Com a pressão gremista na saída de bola, o goleiro tentou sair jogando e se enrolou todo, deixando Léo Pereira livre para concluir: 2 a 0. Um minuto e meio depois, o terceiro. No contra-ataque, Diego Souza acionou Ferreira, que chutou prensado. A sobra caiu para Vanderson, que dominou bonito e chutou cruzado para ampliar.
Aos donos da casa, restava ir atrás do prejuízo. E o Canarinho fez o possível, terminando o primeiro tempo praticamente dentro da área gremista. Na volta dos vestiários, o ritmo seguiu o mesmo, e o gol surgiu aos 5 mins. Cobrando falta, Fidelis foi esperto e só rolou para Zé Mário, que bateu forte para diminuir.
Se o primeiro gol gremista assustou o adversário, o gol do Ypiranga parece ter colocado o Tricolor em modo soneca. E aos 7 mins veio o segundo gol canarinho: Caprini achou Mossoró na área, e o meia chutou cruzado para fazer 3 a 2 e botar fogo no jogo de vez.
Poderia ser um terror para o Grêmio a partir de então, mas a verdade é que o ritmo do jogo caiu. Cansados, os atletas do Ypiranga não conseguiam mais atacar com intensidade, e mudanças promovidas por Tiago Nunes deram estabilidade defensiva ao Tricolor. Ainda assim, o time de Erechim insistia: aos 35, Mikael mandou a bola na trave.
Com o empate do Caxias diante do Pelotas, em partida paralela, a situação do Ypiranga ficou dramática. Era preciso buscar o empate, nos poucos minutos restantes, para garantir a vaga. E com um jogador a menos, já que Mikael foi expulso aos 40 mins da etapa final. O placar, porém, não mudou mais – e o Grêmio garantiu, mesmo sem brilhantismo, uma importante vantagem para as decisões do Gauchão.
YPIRANGA (2) - Paulo Gianezini; Muriel, Reinaldo Dutra, Luís Eduardo e Zé Mário; Fidelis (Tavison), Mikael e Mossoró (Revson); Jean Silva (Silvano), Cristiano (Quirino) e Caprini (Dija Baiano). Técnico: Júnior Rocha.
GRÊMIO (3) - Brenno; Vanderson (Rafinha), Paulo Miranda, Rodrigues e Cortez; Thiago Santos, Matheus Henrique (Darlan), Léo Pereira (Léo Chu), Jean Pyerre (Lucas Silva) e Ferreira; Diego Souza (Churín). Técnico: Tiago Nunes.
Árbitro: Eder Davi Zanella.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário