Porto Alegre, domingo, 28 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 28 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Copa do Brasil

- Publicada em 22h53min, 28/02/2021.

Grêmio perde para Palmeiras e fica em desvantagem na final

Resultado de 1 a 0 obriga Tricolor a vencer a segunda partida, em São Paulo, no domingo que vem

Resultado de 1 a 0 obriga Tricolor a vencer a segunda partida, em São Paulo, no domingo que vem


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/JC
Igor Natusch
Está com o Palmeiras a vantagem na decisão da Copa do Brasil. Com um gol de Gustavo Gómez, o time paulista saiu da Arena com um importante 1 a 0, em partida disputada neste domingo (28). A partida foi disputada às 21h, por solicitação da prefeitura de Porto Alegre, que queria evitar aglomerações em bares em um cenário de agravamento da pandemia do novo coronavírus.
Está com o Palmeiras a vantagem na decisão da Copa do Brasil. Com um gol de Gustavo Gómez, o time paulista saiu da Arena com um importante 1 a 0, em partida disputada neste domingo (28). A partida foi disputada às 21h, por solicitação da prefeitura de Porto Alegre, que queria evitar aglomerações em bares em um cenário de agravamento da pandemia do novo coronavírus.
Agora, os comandados de Abel Ferreira entram em campo no próximo domingo, em São Paulo, com a vantagem de jogar pelo empate. Para conquistar o torneio pela sexta vez, o Tricolor precisará fazer o que não fez: obter uma vitória, criando as situações de gol que estiveram ausentes em Porto Alegre. Uma vitória gremista com um gol de vantagem conduz aos pênaltis; abrindo dois ou mais gols, o time gaúcho será campeão. Não há saldo qualificado na decisão da Copa do Brasil.
O Grêmio foi a campo com mudanças. No gol, a surpresa foi a escolha por Paulo Victor, em lugar do até então titular Vanderlei. Na zaga, Paulo Miranda entrou no lugar do ainda lesionado Geromel, deixando David Braz no banco de reservas.
A partida começou truncada, com disputa incessante de bola no meio de campo. Sem a bola, o Palmeiras marcava um pouco mais adiantado, enquanto o Grêmio esperava dentro do próprio campo. Em um jogo sem espaços, o gol viria no detalhe, ou na boa parada – e foi em um escanteio que o Verdão abriu o placar, aos 32 minutos. Vindo de trás, Gustavo Gómez surpreendeu a defesa e, de cabeça, fuzilou Paulo Victor. O goleiro chegou a espalmar, mas a bola acabou entrando do mesmo jeito.
O Tricolor não conseguiu dar resposta imediata. A melhor chance veio aos 41 minutos, com um chute de fora da área de Alisson que passou perto. Fora isso, faltavam aos donos da casa soluções capazes de envolver o bom sistema defensivo palmeirense. Quem teve uma chance de ouro para ampliar foi o Palmeiras, já nos descontos: lançado nas costas da zaga, Luiz Adriano ficou de cara para o gol, mas chutou por cima.
Se queria viajar para São Paulo com um resultado mais administrável na bagagem, o Grêmio precisava voltar dos vestiários com uma nova postura. O cenário, porém, pouco mudou: o Tricolor não conseguia sair da marcação palmeirense, e tinha dificuldades para conter as rápidas escapadas do adversário. Aos 11, a chance foi de novo do time paulista: Veiga fez bela jogada pela direita, com direito a caneta em Paulo Miranda, mas Rony concluiu por cima.
Aos 18 minutos, um lance que mudaria a configuração da partida: Luan foi expulso, ao deixar o braço no rosto de Diego Souza. O jogador gremista precisou colocar uma faixa para conter o sangramento. Quase imediatamente, Renato Portaluppi colocou Ferreira e Churín em campo, tentando aproveitar a vantagem de um jogador a mais.
A pressão cresceu, muito mais no entusiasmo do que na qualidade da atuação. Mas a verdade é que o Grêmio praticamente não concluiu com qualidade contra o gol de Weverton, e as muitas bolas alçadas na área não foram suficientes para furar o competente ferrolho dos visitantes.
GRÊMIO (0) - Paulo Victor; Victor Ferraz (Churín), Paulo Miranda (Thaciano), Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Maicon (Ferreira), Alisson (Vanderson), Jean Pyerre (Isaque) e Pepê; Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi.
PALMEIRAS (1) - Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Danilo), Rony (Mayke), Raphael Veiga (Gabriel Menino) e Wesley (Empereur); Luiz Adriano (Gabriel Veron). Técnico: Abel Ferreira.
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ).
Comentários CORRIGIR TEXTO