Porto Alegre, sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
Dia do Comediante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Copa do Brasiil

- Publicada em 11h00min, 26/02/2021. Atualizada em 14h40min, 26/02/2021.

Governo do RS e CBF discutem horário do jogo entre Grêmio e Palmeiras deste domingo

Governo quer alterar horário da partida para as 20h30min, quando bares estarão fechados

Governo quer alterar horário da partida para as 20h30min, quando bares estarão fechados


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
O governo do Rio Grande do Sul dialoga nesta sexta-feira (26) com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre o horário da partida entre Grêmio e Palmeiras pela Copa do Brasil. Previsto para as 16h deste domingo (28), a intenção do Estado é adiar o jogo para as 20h30min, quando bares já estarão fechados.
O governo do Rio Grande do Sul dialoga nesta sexta-feira (26) com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre o horário da partida entre Grêmio e Palmeiras pela Copa do Brasil. Previsto para as 16h deste domingo (28), a intenção do Estado é adiar o jogo para as 20h30min, quando bares já estarão fechados.
Debates sobre a partida começaram com a prefeitura de Porto Alegre na quarta-feira (24). A rodada do Gauchão deste sábado também está em discussão. A intenção, segundo o governo estadual, é reduzir as aglomerações para evitar uma maior disseminação da Covid-19.
"O problema não é o jogo, mas as aglomerações que o jogo pode causar, tanto neste domingo quanto no próximo", afirmou o governador Eduardo Leite.
O Rio Grande do Sul enfrenta uma alta de casos e consequente esgotamento de leitos de UTI. A prefeitura de Porto Alegre já anunciou uma parceria com a dupla GreNal para realizar uma campanha de conscientização sobre a pandemia, em um apelo para que os torcedores permaneçam em casa durante as partidas dos clubes.
Comentários CORRIGIR TEXTO