Porto Alegre, sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
Dia do Comediante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 23h33min, 25/02/2021. Atualizada em 00h14min, 26/02/2021.

Inter empata e perde o título do Brasileirão

Flamengo perdeu, e não faltou empenho a jogadores colorados, mas Inter ficou no 0 a 0 com o Corinthians no Beira-Rio

Flamengo perdeu, e não faltou empenho a jogadores colorados, mas Inter ficou no 0 a 0 com o Corinthians no Beira-Rio


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Juliano Tatsch
O resultado paralelo ajudou, com a derrota do Flamengo para o São Paulo por 2 a 1, e não faltou esforço no Beira-Rio, mas o Inter não saiu de um 0 a 0 com o Corinthians e perdeu a chance de conquistar o título do Campeonato Brasileiro. Com isso, o Flamengo levou o título.
O resultado paralelo ajudou, com a derrota do Flamengo para o São Paulo por 2 a 1, e não faltou esforço no Beira-Rio, mas o Inter não saiu de um 0 a 0 com o Corinthians e perdeu a chance de conquistar o título do Campeonato Brasileiro. Com isso, o Flamengo levou o título.
O Inter começou o jogo sem fazer uma pressão forte na saída de bola Corinthiana. Assim, ainda que tivesse o domínio das ações, o Colorado não empurrava os paulistas para trás, permitindo que os visitantes tocassem a bola e chegassem, inclusive, ao ataque.
Aos 17 minutos, a primeira chegada perigosa do duelo. Após jogada pela direita, Ramiro, dentro da área, finalizou e a bola passou rente a trave esquerda de Lomba.
O jogo chegou à metade do primeiro tempo em ritmo morno. Sem exercer pressão, o Inter só foi finalizar ao gol de Cássio aos 24 minutos, com Edenílson, sem perigo para o goleiro corintiano, que fez defesa tranquila. Aos 29, a segunda chegada, em cabeçada fraca de Cuesta nas mãos do goleiro após cobrança de escanteio.
Aos 30, a tensão tomou conta do Beira-Rio: o árbitro assinalou pênalti para o Inter, após a bola tocar no braço de Ramiro em cruzamento de Moisés pela esquerda. Após cinco minutos de revisão no VAR, Wilton Pereira Sampaio foi ao vídeo e anulou a marcação.
Aos 39 minutos, o Inter teve uma importante baixa. O volante e capitão do time Rodrigo Dourado sentiu e caiu no chão, sendo substituído em seguida por Rodrigo Lindoso.
Melhor nos minutos finais da primeira etapa, o Inter passou a jogar mais no campo adversário e chegou ao gol aos 44 minutos. Yuri Alberto recebeu pela esquerda da área passe de Patrick e, com uma cavadinha, tocou por cima de Cássio. Entretanto, o centroavante estava adiantado quando do passe e o árbitro marcou o impedimento, anulando o gol.
O clima ganhou mais nervosismo nos instantes finais do primeiro tempo, quando, no Morumbi, Luciano abriu o placar para o São Paulo. Uma vitória em Porto Alegre daria o título para o Colorado. O São Paulo fez a sua parte.
O segundo tempo parecia ter começado da mesma forma do primeiro. Entretanto, aos quatro minutos, Cássio fez um milagre em cabeçada fulminante de Edenilson à queima-roupa na pequena área. O empate do Flamengo logo no começo da etapa final colocou ainda mais pressão no time de Abel Braga.
A partir daí, os donos da casa trataram de adiantar suas linhas e jogar no campo paulista. O segundo gol do São Paulo, aos 13 minutos, voltou a injetar ânimo no Inter. Aos 18 minutos, Caio Vidal recebeu na entrada da grande área pela esquerda, girou sobre a marcação e chutou forte. A bola explodiu no pé da trave do goleiro corintiano.
A cada minuto que passava, o Colorado apressava ainda mais as ações. A entrada de Thiago Galhardo e Abel Hernández reforçou a força ofensiva do time. Aos 31, um susto. Em avanço pela direita do Corinthians, um cruzamento veneno passou por toda a defesa e por pouco Jô não empurrou para as redes.
Com a proximidade do fim do jogo, a bola aérea passou a ser a principal opção gaúcha. Aos 37, Lucas Ribeiro subiu alto após escanteio pela esquerda e cabeceou com perigo. No contra-ataque, Lomba evitou o gol do Timão.
Completamente jogado ao ataque, o Inter dava espaços para o contra-ataque corintiano, mas esse era um risco que o time de Abel tinha de correr. Bastava um gol para o tetra. Já faltavam unhas para roer.
O árbitro indicou mais sete minutos de acréscimo. Quatrocentos e vinte segundos para decidir o futuro do Inter e do Campeonato Brasileiro.
Cansado, o Colorado tentava encontrar forças na vontade de cada um dos jogadores em campo. O minuto final chegou e o drama aumentou. Aos 46, Edenilson marcou. O bandeira marcou impedimento. O VAR foi analisar. Os segundos passavam. E o impedimento foi confirmado, para a tristeza da nação colorada. Foi por pouco. Não foi dessa vez que o Inter quebrou o jejum de conquistas do Nacional.
FICHA TÉCNICA
Inter 0: Lomba; Heitor (Lucas Mazetti), Lucas Ribeiro, Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado (Lindoso), Edenilson, Patrick e Praxedes (Galhardo); Caio Vidal (Peglow) e Yuri Alberto (Abel Hernández). Técnico: Abel Braga.
Corinthians 0: Cássio; Bruno Méndez (Marlon), Jemerson, Gil e Fábio Santos; Cantillo (Camacho), Ramiro (Xavier), Roni (Vital), Cazares e Otero (Léo Natel); Jô. Técnico: Vagner Mancini.
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Comentários CORRIGIR TEXTO