Porto Alegre, sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021.
Dia do Esportista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Futebol Sul-Americano

- Publicada em 15h58min, 19/02/2021. Atualizada em 19h26min, 19/02/2021.

Beira-Rio segue na briga para sediar final da Libertadores entre 2021 e 2023

Estádio do Inter e Morumbi são os brasileiros que seguem na disputa para receberem a decisão da Libertadores

Estádio do Inter e Morumbi são os brasileiros que seguem na disputa para receberem a decisão da Libertadores


DIEGO VARA/AFP/JC
Juliano Tatsch
O estádio Beira-Rio segue na briga para sediar a final de uma das três próximas edições da Libertadores da América. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) atualizou nesta sexta-feira a situação dos postulantes a sediarem as decisões da Libertadores e da Copa Sul-Americana entre 2021 e 2023.
O estádio Beira-Rio segue na briga para sediar a final de uma das três próximas edições da Libertadores da América. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) atualizou nesta sexta-feira a situação dos postulantes a sediarem as decisões da Libertadores e da Copa Sul-Americana entre 2021 e 2023.
Uma equipe da entidade começou nesta semana a fase de inspeção de verificação da infraestrutura e da logística de cada uma das sedes que se candidataram a receber as partidas decisivas das competições continentais de clubes. 
O processo de seleção começou com a manifestação de interesse, seguido de um workshop onde a Conmebol apresentou os conceitos e exigências para a realização das finais. Posteriormente, cada postulante apresentou o seu dossiê de candidatura. Após a avaliação do material, a entidade iniciou nesta semana as inspeções nos locais.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/02/19/206x137/1_libertadores-9254429.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'60300868b2d61', 'cd_midia':9254429, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/02/19/libertadores-9254429.jpg', 'ds_midia': 'Lista dos estádios candidatos a sede das finais da Libertadores e da Sul-Americana', 'ds_midia_credi': 'CONMEBOL/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Lista dos estádios candidatos a sede das finais da Libertadores e da Sul-Americana', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '504', 'align': 'Left'}
Estádios que estão na briga para sediarem finais da Libertadores e da Sul-Americana (Conmebol/Divulgação/JC)
As análises e recomendações serão levadas para o Conselho da Conmebol que irá decidir pelas sedes escolhidas.
Conforme a entidade, por questões relacionadas à pandemia de Covid-19, restrições de fronteira e prioridades de datas, os trabalhos de inspeção e avaliação focarão nas sedes postulantes a sediar as decisões de 2021. No entanto, os dados recolhidos também serão considerados para as finais de 2022 e 2023.
As inspeções nos estádios brasileiros - Beira-Rio, Mané Garrincha (Brasília), Castelão (Fortaleza), Arena Pernambuco (Recife), Arena Fonte Nova (Salvador) e Morumbi (São Paulo) - serão realizadas na próxima semana, entre os dias 22 e 26 de fevereiro. Destes, apenas o Beira-Rio e o Morumbi podem receber a decisão da Libertadores. Os outros brigam para serem sede da final da Sul-Americana.
Nos bastidores, a tendência mais falada é de que a decisão da Libertadores de 2021 seja na Argentina, no estádio La Bombonera, também como forma de homenagem a Diego Maradona, um ano depois de sua morte.
Comentários CORRIGIR TEXTO