Porto Alegre, quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Grêmio

- Publicada em 19h56min, 17/02/2021.

Renato tem final de temporada decisivo para seu legado no Grêmio

Treinador sofre as maiores contestações desde que chegou ao clube, em setembro de 2016

Treinador sofre as maiores contestações desde que chegou ao clube, em setembro de 2016


SILVIO AVILA/AFP/JC
Juliano Tatsch
Maior ídolo da história do Grêmio, Renato Portaluppi conviveu com poucas contestações ao seu trabalho desde que chegou ao Tricolor para sua terceira passagem como treinador do time, em setembro de 2016. De lá para cá, o técnico recolocou o clube no caminho dos títulos e trouxe novamente a autoestima para a torcida após 15 anos de jejum de títulos de peso. Pois, em sua quarta temporada completa no comando do time, Renato vê seu trabalho sofrer críticas fortes e tem quatro jogos para manter viva a mística de sua estrela e encaminhar uma possível renovação de contrato para a temporada de 2021.
Maior ídolo da história do Grêmio, Renato Portaluppi conviveu com poucas contestações ao seu trabalho desde que chegou ao Tricolor para sua terceira passagem como treinador do time, em setembro de 2016. De lá para cá, o técnico recolocou o clube no caminho dos títulos e trouxe novamente a autoestima para a torcida após 15 anos de jejum de títulos de peso. Pois, em sua quarta temporada completa no comando do time, Renato vê seu trabalho sofrer críticas fortes e tem quatro jogos para manter viva a mística de sua estrela e encaminhar uma possível renovação de contrato para a temporada de 2021.
Renato conquistou três grandes títulos na casamata gremista: a Copa do Brasil de 2016, a Libertadores da América de 2017, e a Recopa Sul-Americana de 2018. Além disso, o técnico faturou os campeonatos gaúchos de 2018, 2019 e 2020.
No Brasileirão, o Grêmio de Renato tem mantido uma regularidade, ainda que sem brigar diretamente pela taça nos últimos anos. Em 2017, o time terminou a competição em quarto lugar, com um ponto a menos do que o segundo colocado. Em 2018, mais um quarto lugar, assim como em 2019. Em todas essas temporadas, a vaga direta na fase de grupos da Libertadores foi conquistada.
A situação na atribulada temporada 2020, até o momento, é pior. Atual sétimo colocado no campeonato Brasileiro, o Tricolor foi eliminado nas quartas de final da Libertadores ao sofrer uma sonora goleada de 4 a 1 do Santos na Vila Belmiro. Assim, a conquista da vaga direta para a fase de grupos do torneio continental passa diretamente pelos quatro jogos que ainda faltam ser jogados.
Pelo Nacional, o Grêmio encara o Athletico-PR em casa, no próximo domingo, e encerra a campanha contra o Bragantino fora, na quinta-feira, dia 25. A equipe precisa de duas vitórias e de tropeços do Fluminense, o que torna a tarefa bem complicada.
Assim, a conquista do título da Copa do Brasil, contra o Palmeiras, é fundamental para que Renato salve a temporada e mantenha a aura de intocável que ainda tem dentro da Arena, mesmo que já abalada pela campanha fraca na temporada atual.
Somado aos resultados de campo abaixo do que se esperava, pesa sobre Renato o baixo rendimento das contratações feitas pelo clube no ano passado. O Grêmio trouxe, ao todo, 13 novos jogadores par reforçar o grupo - Diogo Barbosa, Robinho, Pinares, Thiago Neves, Everton, Luiz Fernando, Churín, Vanderlei, Victor Ferraz, Orejuela, Lucas Silva, Diego Souza, Caio Henrique.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/02/17/206x137/1_arte_contratacoes-9253142.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'602d9e6485334', 'cd_midia':9253142, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/02/17/arte_contratacoes-9253142.jpg', 'ds_midia': 'Contratações do Grêmio em 2020', 'ds_midia_credi': 'Arte/JC', 'ds_midia_titlo': 'Contratações do Grêmio em 2020', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '321', 'align': 'Left'}
Destes, quatro são titulares da equipe (Diogo Barbosa, Vanderlei, Victor Ferraz e Diego Souza), sendo que apenas o centroavante se tornou incontestável em razão dos 28 gols que marcou até agora.
Chegando por empréstimo, Caio Henrique pouco jogou e retornou ao Atlético de Madrid, que solicitou sua volta. Orejuela também não faz mais parte do grupo, pois seu contrato se encerrou no fim de 2020. Thiago Neves, por sua vez, teve sua demissão decidida pelo presidente Romildo Bolzan Júnior, que, apesar da insistência de Renato em colocar o meia em campo, a despeito das péssimas atuações, dispensou o atleta em razão de um contrato que resultaria em renovação automática se o atleta disputasse determinado número de partidas com a camisa tricolor.
Robinho, Everton e Luiz Fernando não justificaram até agora suas contratações. Pinares, Churín e Lucas Silva, por sua vez, também estão devendo, ainda que os dois primeiros não tenham jogado tanto quanto o último.
Assim, Renato chega na reta final da temporada pressionado e desgastado junto à torcida. O hexacampeonato da Copa do Brasil pode voltar a dar ao treinador o status que obteve ao recolocar o clube no caminho das conquistas.
Comentários CORRIGIR TEXTO