Porto Alegre, sexta-feira, 22 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 22 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 21h06min, 21/01/2021.

Grenal 429 promove duelo de protagonistas

Renato inicia seu sexto ano no Grêmio; Abel chegou há pouco mais de dois meses para sua sexta passagem pelo Colorado

Renato inicia seu sexto ano no Grêmio; Abel chegou há pouco mais de dois meses para sua sexta passagem pelo Colorado


Lucas Uebel/Grêmio FBPA/JC e Ricardo Duarte/Inter/JC
Deivison Ávila
Mais do que a possibilidade clara da conquista do Campeonato Brasileiro pelo Inter ou da manutenção da hegemonia do Grêmio, que não perde há 11 clássicos, o Grenal 429, válido pela 31ª rodada, colocará frente a frente, pela primeira vez na história do confronto, Abel Braga e Renato Portaluppi. A partida ocorre às 16h de domingo (24), no Beira-Rio.
Mais do que a possibilidade clara da conquista do Campeonato Brasileiro pelo Inter ou da manutenção da hegemonia do Grêmio, que não perde há 11 clássicos, o Grenal 429, válido pela 31ª rodada, colocará frente a frente, pela primeira vez na história do confronto, Abel Braga e Renato Portaluppi. A partida ocorre às 16h de domingo (24), no Beira-Rio.
Os dois treinadores vivem momentos bem distintos se tratando de tempo de comando no clube. Enquanto Renato inicia seu sexto ano no Grêmio, levou diversos títulos e vem somando alguns recordes na casamata gremista, Abel chegou há pouco mais de dois meses e está vivendo todas as sensações possíveis em sua sexta passagem pelo Colorado.
Ele veio para substituir o argentino Eduardo Coudet, que se transferiu para o Celta de Vigo, na Espanha, e deixou o time na liderança do Nacional. Abelão estreou com derrota para o América e acabou eliminado pelo time mineiro na Copa do Brasil. Depois, veio a eliminação para o Boca, na Libertadores, o que levou seu trabalho a ser contestado mesmo num curto prazo de tempo.
O tempo passou, e Abel conseguiu implantar seu estilo ao time. Conquistou o grupo de jogadores, colocou jovens na titularidade e devolveu a confiança ao elenco. Com uma sequência de sete vitórias, o Inter reassumiu a liderança do Brasileiro e briga pelo título com reais chances de ser campeão.
Já Renato segue enaltecendo o momento excepcional vivido pelo Grêmio. Embora o time não perca há 16 jogos no Brasileirão, os 15 empates até agora atrapalham os planos de brigar pela taça. Mesmo assim, o treinador ainda fala em título, lembrando que o Tricolor tem um jogo atrasado, contra o Flamengo, que será disputado na próxima quinta-feira. Outro fato é a final da Copa do Brasil, o que é utilizado como justificativa pela não manutenção das boas atuações devido ao desgaste físico.
Na entrevista após o empate com o Atlético-MG, na quarta-feira (20), Renato falou da amizade com Abel e lembrou de diversos encontros que tiveram. "Vai ser uma satisfação rever o Abel. Ele é um grande amigo, fiquei triste por ele, pois quando chegou ouviu muitas críticas. Algumas foram até falta de respeito. Liguei para ele quando isso aconteceu. Fico feliz pelo sucesso que ele voltou a fazer, mesmo que seja no nosso rival. Sempre torci por ele. Está de parabéns pelo trabalho que vem sendo feito", contou.
Abelão também falou sobre Renato e projetou: "É um grande amigo. Um cara extremamente capacitado, que tem feito um trabalho maravilhoso. Não é à toa que está todo esse tempo no Grêmio, sendo o treinador que mais dirigiu o clube. Há um respeito enorme entre nós. Não só pela qualidade do adversário, mas também pela qualidade dele."

Dentro de campo, times têm dúvidas pontuais para o duelo

Inter e grêmio chegam ao Grenal 429 com objetivos diferentes, embora pareçam um pouco semelhantes. Enquanto o Inter busca se manter na ponta de cima da tabela e conquistar o Brasileiro, que não vem desde 1979, o Grêmio não quer se afastar do G-4 do Brasileiro para garantir uma vaga direta na próxima Libertadores, ainda que ainda acredite no título nacional.
Com este cenário, as escalações não devem fugir muito do que as equipes vêm levando a campo. Renato tem dúvidas pontuais para escalar o meio-campo. Lucas Silva saiu com dores no pé esquerdo no empate com o Galo e virou dúvida. Matheus Henrique volta à titularidade, após ser preservado no meio da semana. Maicon até pode sair jogando, mas é sabido de todos que o volante não tem condições físicas para os 90 minutos. Dessa forma, a tendência é que o capitão entre ao longo da partida. Darlan e Thaciano são as outras opções para o setor.
Geromel, em fase final de recuperação de um problema muscular deve retornar para o Grenal 429, já que o a comissão técnica vem preparando o camisa 3 para este jogo. Com isso, o Grêmio pode ter Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique (Lucas Silva), Darlan (Thaciano), Alisson, Jean Pyerre e Pepê; Diego Souza.
Do lado vermelho, as incógnitas são bem menores. A única baixa para o clássico é Caio Vidal, que recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão. Na quarta-feira, no intervalo da goleada por 5 a 1 sobre o São Paulo, Abel sacou o amarelado, com dores musculares na coxa esquerda, e colocou Peglow. A tendência é de que o jovem seja o escolhido para domingo.
Sem mais o que esconder ou inventar, Abelão deve escalar o Colorado com Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick, Praxedes e Peglow; Yuri Alberto.
Comentários CORRIGIR TEXTO