Porto Alegre, domingo, 10 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 10 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 20h35min, 10/01/2021.

Inter vence o Goiás e entra na briga pela taça

Em jogo truncado, gol de Praxedes (centro) garantiu os três pontos

Em jogo truncado, gol de Praxedes (centro) garantiu os três pontos


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Igor Natusch
Os resultados paralelos ajudaram, e o Inter entrou em campo ontem, no Beira-Rio, com a perspectiva de ficar a apenas três pontos da liderança do Campeonato Brasileiro. Cabia ao Colorado fazer a sua parte – e a tarefa foi cumprida, mesmo que sem maior brilhantismo. Podia ter sido mais tranquilo, e o Goiás chegou a pressionar nos minutos finais, mas a camisa vermelha se impôs e conquistou um mirrado, mas fundamental 1 a 0. Agora, o Inter é vice-líder, com 53 pontos, e o sonho do título está cada vez mais real.
Os resultados paralelos ajudaram, e o Inter entrou em campo ontem, no Beira-Rio, com a perspectiva de ficar a apenas três pontos da liderança do Campeonato Brasileiro. Cabia ao Colorado fazer a sua parte – e a tarefa foi cumprida, mesmo que sem maior brilhantismo. Podia ter sido mais tranquilo, e o Goiás chegou a pressionar nos minutos finais, mas a camisa vermelha se impôs e conquistou um mirrado, mas fundamental 1 a 0. Agora, o Inter é vice-líder, com 53 pontos, e o sonho do título está cada vez mais real.
Quem esperava o time de Abel Braga amassando o visitante goiano, porém, acabou vendo um jogo bastante cauteloso na primeira etapa. Com o time goiano fechado, o Inter optava por aguardar um erro do adversário, o que resultou em um jogo muito disputado, mas quase sem chances de gol.
Em um jogo de poucas alternativas, restava investir na bola parada. E foi assim que o Colorado abriu o placar, aos 42 minutos. Rodinei cobrou escanteio, Praxedes subiu livre e cabeceou para o chão, sem chance para Tadeu. Instantes depois, o susto: em escaramuça na área colorada, a bola sobrou para Rafael Moura, mas o VAR anulou o que seria o empate do Esmeraldino.
O segundo tempo colorado foi em rotação mais baixa. Apesar da superioridade técnica, o Inter se movia devagar em campo, sem ameaçar a área adversária. Enquanto isso, o Goiás se encorajava e tentava avançar, mesmo que às vezes tropeçando nas próprias pernas. Com o passar dos minutos, a pressão começou a ganhar força, e Abel Braga colocou jogadores de marcação, tentando segurar o resultado na reta final da partida.
Os oito minutos de descontos foram um desespero extra para o torcedor, com o Goiás colocando a bola na área o tempo todo. Foi suado – e não apenas pelo calorão da tarde de ontem em Porto Alegre – mas foi o necessário para três pontos fundamentais na corrida pelo título.
BOX ESCALAÇÕES
INTER (1) - Marcelo Lomba; Rodinei, Rodrigo Moledo, Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado (Lucas Ribeiro), Nonato (Rodrigo Lindoso), Praxedes e Patrick (Peglow); Caio Vidal (Marcos Guilherme) e Thiago Galhardo (Abel Hernández). Técnico: Abel Braga.
GOIÁS (0) - Tadeu; Shaylon, David Duarte, Fábio Sanches e Heron; Jefferson, Breno (Daniel Oliveira), Ariel Cabral (Miguel Figueira) e Douglas Baggio (Índio); Rafael Moura (Vinícius) e Fernandão. Técnico: Glauber Ramos.
Árbitra: Edina Alves Batista (Fifa-SP).
Comentários CORRIGIR TEXTO