Porto Alegre, quarta-feira, 23 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Copa do Brasil

- Publicada em 23h36min, 23/12/2020. Atualizada em 23h38min, 23/12/2020.

Grêmio vence o São Paulo por 1 a 0 e pula na frente por uma vaga na final

Diego Souza foi o autor do gol gremista que garantiu a vitória na Arena

Diego Souza foi o autor do gol gremista que garantiu a vitória na Arena


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/JC
Deivison Ávila
No enfrentamento entre o pentacampeão e o time sem títulos da Copa do Brasil, melhor para o mais experiente. Mesmo com menos volume de jogo e poucas chances criadas, o Grêmio foi mais preciso, soube sofrer e venceu o São Paulo, nesta quarta-feira (23), por 1 a 0, no jogo de ida da semifinal da competição. Na outra semifinal, no Allianz Parque, Palmeiras e América-MG empataram em 1 a 1.
No enfrentamento entre o pentacampeão e o time sem títulos da Copa do Brasil, melhor para o mais experiente. Mesmo com menos volume de jogo e poucas chances criadas, o Grêmio foi mais preciso, soube sofrer e venceu o São Paulo, nesta quarta-feira (23), por 1 a 0, no jogo de ida da semifinal da competição. Na outra semifinal, no Allianz Parque, Palmeiras e América-MG empataram em 1 a 1.
O confronto na Arena começou em alta voltagem. O São Paulo até ensaiou uma pressão inicial, mas o Grêmio impôs respeito após balançar as redes, só que o assistente marcou impedimento a anulou o gol. Aos nove minutos, Pepê cruzou a bola na entrada da área, e Victor Ferraz desviou para marcar. O auxiliar indicou que Diego Souza estava irregular a atrapalhou o goleiro Tiago Volpi.
Na sequência, o São Paulo respondeu com um chute por cima de Daniel Alves, de fora da área. A partida seguiu bem pegada, com muitas faltas, reclamações e discussões de ambas as equipes. Uma nova chance de gol só foi ocorrer aos 32, após uma sequência de roubada de bola, Geromel pegou uma sobra e bateu por cobertura, assustando Volpi. No lance, o defensor gremista precisou deixar o campo com alguma lesão muscular. Rodrigues foi o seu substituto.
Com mais posse de bola, o tricolor paulista passou a trocar passes e chegou com perigo aos 38: Juanfran acionou Gabriel Sara que chutou rasteiro. Atento, Vanderlei segurou firme. Por mais movimentada que a etapa inicial tenha sido, as chances criadas foram poucas.
O segundo tempo começou com os visitantes perdendo uma ótima oportunidade de abrir o marcador. Aos cinco minutos, depois de ótima trama do ataque paulista, Daniel Alves cruzou rasteiro da direita, procurando Brenner. O atacante se jogou para finalizar, mas não alcançou. Aos 11, em troca de passes envolventes do ataque do São Paulo, Daniel Alves assistiu Luciano, mas o atacante chutou por cima do gol.
Desencontrado em campo, Portaluppi promoveu as entradas de Lucas Silva e Ferreira. E, no primeiro lance em campo, aos 17 minutos, Ferreirinha chegou na linha de fundo, passou pela marcação e cruzou. Volpi deu um tapinha na bola, Pepê não alcançou, mas Diego Souza conseguiu dar uma puxadinha e mandou a bola para o fundo das redes.
Os técnicos seguiram trocando peças e analisando o jogo. Atrás do marcador, o São Paulo tentou de diversas formas romper alinha defensiva do Grêmio. Enquanto isso, os donos da casa passaram a investir nos contra-ataques. Aos 48, Vanderlei salvou o que seria o gol de empate do São Paulo, após boa cabeçada de Brenner.
No final, melhor para o Grêmio que segurou o resultado e leva uma boa vantagem para o jogo da volta, na próxima quarta-feira, no Morumbi.

Escalação

Grêmio: Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa; Darlan (Ferreira), Matheus Henrique, Thaciano (Lucas Silva), Jean Pyerre (Éverton) e Pepê; Diego Souza (Churín). Técnico: Renato Portaluppi.
São Paulo: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves (Vitor Bueno) e Reinaldo; Daniel Alves, Luan, Gabriel Sara e Igor Gomes (Toró); Luciano (Tchê Tchê) e Brenner. Técnico: Fernando Diniz.
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ).
Comentários CORRIGIR TEXTO