Porto Alegre, quinta-feira, 19 de novembro de 2020.
Dia da Bandeira.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 19 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Copa do Brasil

- Publicada em 23h58min, 18/11/2020. Atualizada em 00h07min, 19/11/2020.

Inter perde nos pênaltis para o América-MG e é eliminado da Copa do Brasil

Lomba não conseguiu defender nenhuma penalidade e viu seu time cair no Independência

Lomba não conseguiu defender nenhuma penalidade e viu seu time cair no Independência


RICARDO DUARTE/INTER/JC
Deivison Ávila
A atuação do Inter foi apática, sem brilho, mas, pelo menos, teve esforço. O Inter deu adeus à Copa do Brasil nas cobranças de pênalti, nesta quarta-feira (18), na Arena Independência. O Colorado só conseguiu marcar aos 49 minutos, com Yuri Alberto. No entanto, nas penalidades, Uendel desperdiçou a sétima cobrança e o América-MG comemorou, em casa, a inédita classificação à semifinal da competição, vencendo por 6 a 5. O adversário da próxima fase será o Palmeiras. A eliminação nas quartas de final privou o Inter de colocar R$ 7 milhões nos cofres do clube.
A atuação do Inter foi apática, sem brilho, mas, pelo menos, teve esforço. O Inter deu adeus à Copa do Brasil nas cobranças de pênalti, nesta quarta-feira (18), na Arena Independência. O Colorado só conseguiu marcar aos 49 minutos, com Yuri Alberto. No entanto, nas penalidades, Uendel desperdiçou a sétima cobrança e o América-MG comemorou, em casa, a inédita classificação à semifinal da competição, vencendo por 6 a 5. O adversário da próxima fase será o Palmeiras. A eliminação nas quartas de final privou o Inter de colocar R$ 7 milhões nos cofres do clube.
Sob forte chuva, o Inter entrou em campo determinado a reverter o prejuízo da derrota sofrida no Beira-Rio. Os primeiros 15 minutos foram de pressão no campo de ataque. No entanto, o Colorado não conseguiu arremates a gol. Com o passar do tempo, o América subiu as linhas, forçando o time de Abel Braga a trocar passes laterais e para trás. A primeira boa chegada dos gaúchos saiu aos 25 minutos: Moisés cruzou da esquerda e, quando Thiago Galhardo se preparava para finalizar, a zaga chegou e afastou o perigo.
OS dois goleiros não trabalharam na primeira etapa. A igualdade no marcador foi um aliado para os donos da casa. Já o Colorado, que chegou a ter 75% de posse de bola, não conseguiu chutar no gol defendido por Matheus Cavichioli. Já a tática imposta pelos comandados de Lisca foi deixar a bola com o Inter e aproveitar algum contra-ataque, o que não ocorreu.
Os times voltaram iguais para o segundo tempo. Com isso, o cenário se manteve o mesmo dos 45 minutos iniciais. Se com a bola rolando seguia difícil, o Inter chutou a gol na bola parada. Aos 20 minutos, em uma falta frontal, D’Alessandro cobrou no meio do gol para defesa segura de Cavichioli.
Abelão tentou de tudo, promovendo algumas trocas. Até mesmo o desconhecido Caio Vidal foi para o jogo. E foi do banco de reservas, no último lance do jogo, que saiu o autor do gol da vitória colorada. Aos 49 minutos, o Inter levantou a bola na área, Galhardo desviou de cabeça e Yuri Alberto chutou para estufar as redes e levar a decisão para os pênaltis.
Léo Passos, Messias, Sabino e Marcelo Toscano converteram para o Coelho. Lindoso, Edenilson, Yuri Alberto e Rodinei também fizeram. Galhardo desperdiçou para o Inter e Daniel Borges para o América. Nas cobranças intercaladas, João Paulo e Juninho converteram para os donos da casa. Praxedes também fez, Uendel chutou para fora, classificando os mineiros.
No outro jogo da noite, no Morumbi, o São Paulo venceu o Flamengo por 3 a 0 e será o adversário do Grêmio na outra semifinal. Os paulistas já haviam vencido o jogo da ida, no Rio, por 2 a 1.  
América-MG 0 (6): Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Messias, Anderson Jesus e João Paulo; Flávio (Sabino), Juninho e Geovane (Alê), Felipe Azevedo (Marcelo Toscano) e Ademir (Daniel Borges); Rodolfo (Léo Passos). Técnico: Lisca.
Inter 0 (5): Marcelo Lomba; Rodinei, Zé Gabriel, Cuesta e Moisés (Uendel); Rodrigo Dourado (Caio Vidal), Lindoso, Edenilson e D'Alessandro (Praxedes); Thiago Galhardo e Leandro Fernández (Yuri Alberto). Técnico: Abel Braga.
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP).
Comentários CORRIGIR TEXTO