Porto Alegre, terça-feira, 03 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 03 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Copa do Brasil

- Publicada em 23h30min, 03/11/2020. Atualizada em 23h33min, 03/11/2020.

Inter vence mais uma vez o Atlético-GO e avança às quartas de final

Rodrinei marcou um belo gol, o segundo na vitória colorada no Beira-Rio

Rodrinei marcou um belo gol, o segundo na vitória colorada no Beira-Rio


RICARDO DUARTE/INTER/JC
Deivison Ávila
O jogo foi longe de ser atraente. Agora, os R$ 3,3 milhões da premiação e a consequente vaga nas quartas de final da Copa do Brasil caíram bem na conta do Inter. Com uma atuação bem aquém do nível das equipes de Eduardo Coudet, o Colorado jogou para o gasto e acabou vencendo o Atlético-Go por 2 a 1, nesta terça-feira (3), no Beira-Rio. A vitória por 2 a 1, no jogo de ida, já havia assegurado a boa vantagem. Na próxima sexta-feira, a CBF realiza o sorteio dos confrontos da próxima fase. 
O jogo foi longe de ser atraente. Agora, os R$ 3,3 milhões da premiação e a consequente vaga nas quartas de final da Copa do Brasil caíram bem na conta do Inter. Com uma atuação bem aquém do nível das equipes de Eduardo Coudet, o Colorado jogou para o gasto e acabou vencendo o Atlético-Go por 2 a 1, nesta terça-feira (3), no Beira-Rio. A vitória por 2 a 1, no jogo de ida, já havia assegurado a boa vantagem. Na próxima sexta-feira, a CBF realiza o sorteio dos confrontos da próxima fase. 
O desempenho colorado no primeiro tempo foi sofrível. O time de Eduardo Coudet até tentou uma marcação alta, mas a quantidade de passes e lançamentos errados extrapolaram qualquer estatística. Os goianos fizeram o mesmo e o Inter ficou sem saída de bola.
A primeira chance foi dos visitantes. Aos 12 minutos, em falta frontal ao gol de Marcelo Lomba, Nicolas cobrou e a bola explodiu na barreira e, na sobra, o próprio Nicolas chutou com perigo, assustando o goleiro colorado.
Os donos da casa só foram criar algo mais concreto nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 43, Leandro Fernández tocou para Nonato, que chutou forte, de primeira, e Jean fez grande defesa. Dois minutos depois, Rodinei cruzou, a zaga do Dragão furou, e a bola sobrou para Yuri Alberto. O atacante concluiu, mas a finalização foi bloqueada pela defesa.
Coudet resolveu dar mais qualidade ao time, colocando Edenilson e Thiago Galhardo na equipe. A atuação não melhorou muito, mas o suficiente para o goleador do time deixar o seu. Aos nove minutos, Nonato arriscou de fora da área, Jean bateu roupa e a bola caiu no pé de Galhardo. O atacante driblou o goleiro do Atlético e tocou para o fundo do gol.
O gol sofrido abriu ainda mais o time do Atlético. Porém, eles seguiram agredindo, mas faltou qualidade no arremate final. Qualidade esta que sobrou para Rodinei. Aos 31, Edenilson acionou o lateral-direito, que, avançou, tirou a marcação, e chutou colocado, de esquerda, marcando um belo gol no Beira-Rio.
Aos 36, Júnior Brandão chutou, mas Zé Gabriel salvou em cima da linha. Só que três minutos depois, a defesa cochilou e Júnior Brandão chutou forte, Lomba não segurou, e o Dragão descontou. A notícia preocupante da noite foi a saída de Galhardo com dores no tornozelo direito.
No outro joga da noite, na Arena Pantanal, o Cuiabá empatou sem gols com o Botafogo e avançou às quartas de final. Na partida de ida, o clube mato-grossense havia vencido por 1 a 0.   

Escalação

Inter: Marcelo Lomba; Rodinei, Zé Gabriel, Cuesta e Moisés; Musto; Nonato, Johnny (Edenilson) e Patrick (D’Alessandro); Leandro Fernández (Thiago Galhardo/Praxedes) e Yuri Alberto (Abel Hernández). Técnico: Eduardo Coudet.
Atlético-GO: Jean; Luan, João Victor, Gilvan e Nicolas; Willian Maranhão e Marlon Freitas; Janderson, Matheus Vargas (Wellington Rato) e Chico (Matheuzinho); Hyuri (Júnior Brandão). Técnico: Eduardo Souza (interino).
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG).
Comentários CORRIGIR TEXTO