Porto Alegre, quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
Dia do Enólogo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 22 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

LIBERTADORES DA AMÉRICA

- Publicada em 23h46min, 22/10/2020. Atualizada em 23h57min, 22/10/2020.

Em atuação apagada, Grêmio empata no último lance e avança em 1º

Em noite de atuação fraca, Tricolor arrancou empate na Arena no apagar das luzes

Em noite de atuação fraca, Tricolor arrancou empate na Arena no apagar das luzes


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/JC
O Grêmio entrou em campo classificado, mas a última partida da fase de grupos da Copa Libertadores 2020 na noite desta quinta-feira (22), Arena do Grêmio foi agitada. Em noite de atuação fraca, o time de Renato Gaúcho arrancou empate com América de Cali no apagar das luzes: 1 a 1. O duelo foi marcado por dois pênaltis em favor dos brasileiros, gol contra de Kannemann e expulsão do próprio argentino.
O Grêmio entrou em campo classificado, mas a última partida da fase de grupos da Copa Libertadores 2020 na noite desta quinta-feira (22), Arena do Grêmio foi agitada. Em noite de atuação fraca, o time de Renato Gaúcho arrancou empate com América de Cali no apagar das luzes: 1 a 1. O duelo foi marcado por dois pênaltis em favor dos brasileiros, gol contra de Kannemann e expulsão do próprio argentino.
A equipe de Renato termina o grupo E com 11 pontos, líder e garantido no pote A do sorteio de sexta-feira, na Vila Belmiro.
Meia-atacante do América de Cali, oferecido aos clubes gaúchos nas últimas semanas, Duván Vergara pressionou a defesa do Grêmio. Maicon levou cartão logo nos primeiro minutos. Com velocidade, distribuiu bons dribles e passes. Foi dele, Vergara, o cruzamento que terminou em gol contra de Walter Kannemann.
Já Robinho produziu muito pouco com bola rolando. Na hora do pênalti, teve a chance de melhorar a atuação e a passagem por Porto Alegre, até aqui. Não conseguiu. Cobrou fraco, rasteiro. Sem grandes dificuldades para defesa de Graterol.
O zagueiro Kannemann cortou cruzamento errado, marcou gol contra e no final fez ainda pior. Se envolveu em confusão com Cabrera e foi expulso pelo segundo cartão amarelo.
Sem Alisson, Renato Gaúcho escalou Orejuela à frente. No meio-campo. A estratégia virou água. O lado direito não conseguiu ser explorado e nem controlar Vergara. A aposta frustrada ainda encontrou time sem criatividade como acompanhamento para um prato sem gosto.
Se não criar já era ruim, o Grêmio viu o jogo piorar quando o time colombiano se mostrou mais ciente de si no duelo. Objetivo, o América de Cali assustou antes. Assustou mais. E marcou.

Escalação

Grêmio: Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Isaque), Maicon (Everton), Orejuela (Luiz Fernando), Robinho (Thaciano) e Pepê (Ferreira); Diego Souza. T.: Renato Gaúcho
América de Cali: Graterol; Arrieta, Marlon Torres, Segovia e Edwin Velasco; Luis Paz, Carrascal e Carlos Sierra (Jaramillo); Moreno (Cabrera), Vergara e Juan David Pérez (Arias). T.: Juan Cruz Real
Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO