Porto Alegre, terça-feira, 20 de outubro de 2020.
Dia do Poeta. Dia do Arquivista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 20 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 08h32min, 20/10/2020.

De virada, Bahia faz 3 a 1 em cima do Atlético-MG e ajuda Inter e Flamengo

Vitória do Galo devolveria liderança aos comandados de Jorge Sampaoli

Vitória do Galo devolveria liderança aos comandados de Jorge Sampaoli


FELIPE OLIVEIRA / EC BAHIA/DIVULGAÇÃO/JC
O Atlético-MG até saiu na frente, após primeiro tempo de total domínio alvinegro, mas acabou levando a virada do Bahia na segunda etapa, e com isso perdeu a oportunidade de recuperar a liderança do Campeonato Brasileiro. Na noite dessa segunda-feira (19), o clube mineiro caiu diante da equipe tricolor e perdeu por 3 a 1, no estádio Pituaçu, em Salvador, em jogo da 17ª rodada.
O Atlético-MG até saiu na frente, após primeiro tempo de total domínio alvinegro, mas acabou levando a virada do Bahia na segunda etapa, e com isso perdeu a oportunidade de recuperar a liderança do Campeonato Brasileiro. Na noite dessa segunda-feira (19), o clube mineiro caiu diante da equipe tricolor e perdeu por 3 a 1, no estádio Pituaçu, em Salvador, em jogo da 17ª rodada.
O resultado favorável ao Atlético até os 23 minutos do segundo tempo derrubava Internacional e Flamengo na tabela, mas a virada baiana foi completamente favorável a gaúchos e cariocas, que se mantêm na primeira e segunda colocação, respectivamente. O Atlético-MG é o terceiro. A equipe e Jorge Sampaoli ainda tem um jogo a menos, pois não atuou na sexta rodada, contra o Athletico-PR, por causa dos jogos finais do Campeonato Mineiro.
Até o momento em que a defesa do Atlético-MG passava ilesa no jogo, o zagueiro Réver tinha presença constante na área do Bahia. Muito participativo, o capitão alvinegro foi o responsável pela assistência ao atacante Savarino, autor do primeiro gol. Pelos lados do ataque, o venezuelano deu muito trabalho para a defensiva soteropolitana. Mas isso só no primeiro tempo. Na segunda etapa foi tudo diferente. O zagueiro seria um nome bem destacado, mas acabou sendo substituído no intervalo após reclamar de "pequeno incômodo muscular". Essa mudança foi crucial para o Bahia. Aí que entra a história de Daniel e Gilberto, pelo time mandante.
Pelo lado do Bahia o meia Daniel teve atuação destacada, principalmente pelo gol marcado. Polivalente, Daniel estava dentro da área para pegar o rebote na cobrança de falta do atacante Gilberto. E o próprio avante do clube tricolor merece destaque pelo gol da virada, após aproveitar bobeada gigantesca do lateral-direito Guga. Depois de um primeiro tempo avassalador o Atlético-MG, surpreendentemente, caiu de produção no segundo tempo. E foi uma queda brusca, que atingiu em cheio o desempenho de Júnior Alonso e Guga.
O zagueiro paraguaio cometeu uma falta na entrada da área que proporcionou o primeiro gol baiano. Já o lateral Guga errou feio e proporcionou a chance de Gilberto virar. E o atacante ainda teve tempo de marcar o segundo dele na noite, o terceiro do Bahia.
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO