Porto Alegre, segunda-feira, 12 de outubro de 2020.
Dia da Criança. Feriado - Nossa Senhora Aparecida. Feriado nos EUA: Columbus Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 12 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Futebol Brasileiro

- Publicada em 17h57min, 12/10/2020.

Condenado por violência sexual na Itália, Robinho volta ao Santos sob críticas

Robinho retorna para sua quarta passagem pela Vila Belmiro

Robinho retorna para sua quarta passagem pela Vila Belmiro


RICARDO SAIBUN/SANTOS FC/JC
Anunciado no sábado como reforço pelo Santos, Robinho já movimenta o clube. A contratação do atacante, criticada por causa da sua condenação por violência sexual na Itália, recebeu a aprovação do técnico Cuca e do elenco.
Anunciado no sábado como reforço pelo Santos, Robinho já movimenta o clube. A contratação do atacante, criticada por causa da sua condenação por violência sexual na Itália, recebeu a aprovação do técnico Cuca e do elenco.
Após o triunfo por 2 a 1 sobre o Grêmio, domingo (11), na Vila Belmiro, o treinador avaliou que o time ficará ainda mais forte pela presença do atacante no elenco. Mas admitiu que ainda não conseguiu planejar como pretende utilizar o veterano de 36 anos. E deixou claro esperar que ele seja um líder da equipe dentro e fora de campo.
"Estava na Vila, recebi a notícia. Seja bem-vindo. Espero que nos ajude muito, dentro e fora de campo. Pessoa de caráter maravilhoso. Sem dúvida alguma vai nos ajudar. Ainda não pensei em como utilizar. Ele tem que ter condições de jogo primeiro. Depois a gente vê o que é melhor", afirmou o técnico.
Cuca não foi o único santista a se manifestar favoravelmente a Robinho. Autor dos dois gols do time na partida de domingo, Marinho comemorou ambos dando "pedaladas", em uma referência ao lance que o agora companheiro eternizou na história do clube, na conquista do título do Campeonato Brasileiro de 2002. E foi acompanhado no gesto por outros jogadores.
O próprio Santos fez questão de exibir jogadores aprovando a chegada de Robinho, incluindo o uruguaio Carlos Sánchez, que liberou a camisa 7 para o atacante. "Falar dele e não lembrar do título do Brasileiro de 2002, por tudo o que representou, é impossível. Foi uma conquista histórica", afirmou o goleiro João Paulo.
O anúncio da contratação de Robinho, porém, provocou protestos imediatos nas redes sociais, com a lembrança de que em 2017 ele foi condenado a nove anos de prisão por violência sexual na Itália - naquele momento, defendia o Atlético-MG. De acordo com a sentença, o crime ocorreu em 22 de janeiro de 2013, envolveu outros cinco homens, com a vítima sendo de origem albanesa.
Para iniciar a sua quarta passagem pelo Santos, Robinho assinou um acordo válido por apenas cinco meses. Nesse período, ele receberá um salário mensal simbólico de R$ 1.500,00. Caso complete dez jogos, o atleta terá direito a bonificação de R$ 300 mil, com mais R$ 300 mil depois de 15 partidas - valores que seriam pagos apenas ao fim do vínculo. 
Comentários CORRIGIR TEXTO