Porto Alegre, sexta-feira, 02 de outubro de 2020.
Dia Internacional do Notário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 02 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 20h53min, 01/10/2020.

Grenal 428 marca o sexto clássico do ano

Portaluppi defende invencibilidade na Arena; Coudet quer a primeira vitória

Portaluppi defende invencibilidade na Arena; Coudet quer a primeira vitória


Lucas Uebel/Grêmio FBPA e Ricardo Duarte/Inter/Divulgação/JC
Deivison Ávila
Pela sexta vez no ano, Grêmio e Inter se enfrentarão, protagonizando o maior clássico do Rio Grande do Sul. Após três confrontos pelo Campeonato Gaúcho e dois pela Libertadores da América, os rivais entram em campo neste sábado (3), às 17h, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embora seja o jogo menos importante de todos, o Grenal 428 já está repleto de significados.
Pela sexta vez no ano, Grêmio e Inter se enfrentarão, protagonizando o maior clássico do Rio Grande do Sul. Após três confrontos pelo Campeonato Gaúcho e dois pela Libertadores da América, os rivais entram em campo neste sábado (3), às 17h, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embora seja o jogo menos importante de todos, o Grenal 428 já está repleto de significados.
O confronto na Arena pode manter a hegemonia gremista, que já totaliza 10 jogos de invencibilidade - seis empates e quatro vitórias. Além disso, o Tricolor não pode mais tropeçar no Nacional, já que ocupa a 15ª colocação e está a apenas dois pontos da zona do rebaixamento.
Vindo de derrota para o Atlético-MG por 3 a 1, fora de casa, o técnico Renato Portaluppi não contará com a sua dupla de zaga titular. Geromel e Kannemann testaram positivo para a Covid-19 e estão de fora pelas próximas duas semanas. Com isso, a defesa terá David Braz com Paulo Miranda ou Rodrigues. O último nome vem de duas partidas como titular e marcou um dos gols na vitória sobre a Universidad Católica, pela Libertadores da América.
Já no meio-campo, as incertezas são as voltas de Maicon e Jean Pyerre. Ambos já estão treinando com o grupo, mas não tem o retorno certo, ainda mais se tratando de um jogo como o Grenal. A tendência é de que Lucas Silva forme a linha de três volantes ao lado de Matheus Henrique e Darlan, com a possibilidade de Maicon sair jogando.
A provável escalação gremista pode ter Vanderlei; Orejuela, Rodrigues (Paulo Miranda), David Braz e Cortez; Lucas Silva, Matheus Henrique, Darlan (Maicon), Alisson e Pepê. Diego Souza. A curiosidade neste duelo é que Portaluppi ainda não perdeu comandando o Grêmio na Arena. São dez partidas, com seis vitórias e quatro empates.
Já o desafio do Inter é um pouco maior: pôr fim aos dez clássicos sem comemorar uma vitória. Sem falar, é claro, que o técnico Eduardo Coudet ainda não venceu um Grenal desde que assumiu o time. Um triunfo sobre o maior rival traria a tranquilidade necessária para a sequência do trabalho e para devolver a confiança ao grupo de jogadores.
A última dor de cabeça para o comandante argentino foi a baixa de Saravia, que rompeu os ligamentos do joelho direito e está fora do restante da temporada. O substituto direto, Rodinei, foi diagnosticado com coronavírus e pode não estar à disposição. Uma nova bateria de exames será feita para avaliar as condições do atleta. Caso não tenha como entrar em campo, o jovem Heitor será mantido na lateral-direita. Na zaga, Moledo segue formando dupla com Cuesta, já que Zé Gabriel está suspenso.
No meio-campo, Edenilson volta ao time, formando o setor ideal do Colorado, ao lado de Lindoso, Boschilia e Patrick. Uendel, recuperado da Covid-19, volta e briga com Moisés pela lateral-esquerda. O Colorado pode ter Marcelo Lomba; Heitor (Rodinei), Moledo, Cuesta e Moisés (Uendel); Lindoso, Edenilson, Boschilia e Patrick; Thiago Galhardo e Abel Hernández.
Comentários CORRIGIR TEXTO