Porto Alegre, sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Dia do Trânsito.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Barcelona

- Publicada em 08h43min, 25/09/2020.

Messi se despede de Suárez com críticas ao Barcelona: 'Nada mais me surpreende'

Craque argentino criticou mais uma vez gestão do clube catalão.

Craque argentino criticou mais uma vez gestão do clube catalão.


Messi/Instagram/Reprodução/JC
O craque argentino Lionel Messi continua irritado com a direção do Barcelona, que tem Josep Maria Bartomeu como presidente, e mostrou isso nesta sexta-feira (25). Em uma postagem em suas redes sociais, o jogador se despediu do amigo Luís Suárez, que foi negociado com o Atlético de Madrid, e não fez questão de esconder a insatisfação com o clube catalão.
O craque argentino Lionel Messi continua irritado com a direção do Barcelona, que tem Josep Maria Bartomeu como presidente, e mostrou isso nesta sexta-feira (25). Em uma postagem em suas redes sociais, o jogador se despediu do amigo Luís Suárez, que foi negociado com o Atlético de Madrid, e não fez questão de esconder a insatisfação com o clube catalão.
"Você merecia ter uma despedida pelo que é: um dos jogadores mais importantes da história do clube, conquistando coisas importantes em grupo e individualmente. E não ser expulso como eles fizeram. Mas a verdade é que neste momento nada me surpreende", escreveu Messi em seu Instagram, depois de tecer elogios ao centroavante uruguaio.
"Já tinha ideia, mas hoje (sexta-feira) entrei no vestiário e a ficha caiu muito. Como vai ser difícil não continuar compartilhando o dia a dia com você, tanto no campo quanto fora dele. Sentiremos muito a falta. Foram muitos anos, almoços, jantares ... Muitas coisas que nunca serão esquecidas, todos os dias juntos", prosseguiu o argentino.
Suárez tinha mais um ano de contrato com o Barcelona, mas foi avisado pelo técnico holandês Ronald Koeman, recém contratado para substituir Quique Setién, que não estava nos planos para a temporada. A diretoria, então, negociou uma rescisão de contrato e liberou o uruguaio para acertar com o Atlético de Madrid. O contrato é de dois anos e custou seis milhões de euros (R$ 38,5 milhões na cotação atual) aos cofres do time da capital espanhola.
Messi se tornou um crítico da atual direção do Barcelona e pediu para deixar o clube no mês passado. Porém, encontrou resistência do presidente e continuou sob força de contrato, que termina em junho de 2021, embora contrariado e com a perspectiva de sair ao final desta temporada.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO