Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Libertadores da América

- Publicada em 23h20min, 23/09/2020. Atualizada em 20h50min, 24/09/2020.

Grenal 427 - Libertadores: Grêmio vence Inter por 1 a 0 no Beira-Rio e embola Grupo E

Tricolor obteve série de 10 jogos invictos contra o Colorado

Tricolor obteve série de 10 jogos invictos contra o Colorado


ALEXANDRE SCHNEIDER/AFP/JC
Deivison Ávila
O segundo clássico entre Inter e Grêmio pela Libertadores da América não teve nenhuma expulsão, no entanto, teve vencedor. Depois de um primeiro tempo fraco, os times voltaram um pouco melhores para a etapa final. Só que o Grêmio soube aproveitar melhor o fraco meio-campo montado pelo técnico Eduardo Coudet, marcou com Pepê e venceu por 1 a 0, em pleno Beira-Rio. Com isso, a vitória gremista na 4ª rodada do Grupo E, além de garantir o 10º clássico sem derrota azul, deixou o time de Renato Portaluppi com os mesmo sete pontos, perdendo no saldo de gols. No outro jogo da chave, América de Cali e Universidad Católica empataram em 1 a 1, na Colômbia.
O segundo clássico entre Inter e Grêmio pela Libertadores da América não teve nenhuma expulsão, no entanto, teve vencedor. Depois de um primeiro tempo fraco, os times voltaram um pouco melhores para a etapa final. Só que o Grêmio soube aproveitar melhor o fraco meio-campo montado pelo técnico Eduardo Coudet, marcou com Pepê e venceu por 1 a 0, em pleno Beira-Rio. Com isso, a vitória gremista na 4ª rodada do Grupo E, além de garantir o 10º clássico sem derrota azul, deixou o time de Renato Portaluppi com os mesmo sete pontos, perdendo no saldo de gols. No outro jogo da chave, América de Cali e Universidad Católica empataram em 1 a 1, na Colômbia.
O primeiro tempo foi bem pobre tecnicamente. A formação do meio-campo colorado, com Musto e Lindoso, tirou totalmente o poder criativo do time, deixando Thiago Galhardo e Abel Hernández isolados na frente. O Grêmio, por sua vez, usou bastante os flancos, com o apoio de Cortez e Alisson, pela esquerda, e Pepê e Orejuela, um pouco menos, pela direita.
A primeira chegada mais contundente foi dos visitantes. Aos 27 minutos, Pepê aproveitou uma falha de Saravia, invadiu a área e tocou para Alisson, que chutou e a bola assustou Marcelo Lomba. O Inter respondeu, aos 35: Cuesta lançou às costas de Rodrigues, Marcos Guilherme cruzou para Galhardo que cabeceou fraquinho para defesa tranquila de Vanderlei.
No lance seguinte, Abel Hernández foi acionado por Thiago Galhardo. Kannemann tentou afastar, mas a bola sobrou novamente para Galhardo. Só que Rodrigues chegou junto com o atacante colorado que ficou caído. O árbitro Patrício Lostau mandou o jogo seguir.
Os times voltaram iguais para o segundo tempo, só que o Inter mudou a postura no meio-campo tanto que a primeira chance clara de marcar foi dos donos da casa. Aos 12 minutos, Abel Hernández roubou a bola de Matheus Henrique e acionou Boschilia. O meia cruzou na medida para cabecear para ótima defesa de Vanderlei, evitando o primeiro gol do clássico.
O Grêmio respondeu com Pepê, aos 22. O atacante recebeu em velocidade pela direita, avançou e deu uma cavadinha por cima de Lomba, mas a bola foi para fora. Seis minutos depois, Pepê não perdoou. Ele recebeu de Darlan, limpou a marcação e chutou no canto esquerdo para abrir o placar.
O Inter quase chegou ao empate logo em seguida. O uruguaio Abel Hernández acertou um belo voleio, mas Vanderlei salvou o Tricolor mais uma vez. Aos 35, D’Alessandro, que chegou ao jogo de número 500 com a camisa colorada, cobrou falta e Musto cabeceou sozinho, mas para fora.

Escalação

Inter: Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Víctor Cuesta e Matheus Jussa; Musto, Marcos Guilherme (Leandro Fernández), Lindoso (D'Alessandro) e Boschilia (Marcos Guilherme); Thiago Galhardo e Abel Hernández. Técnico: Eduardo Coudet.
Grêmio: Vanderlei; Orejuela, Rodrigues, Kannemann e Cortez; Lucas Silva, Alisson (Guilherme Azevedo), Matheus Henrique, Darlan (Robinho) e Pepê (Luiz Fernando); Diego Souza (Isaque). Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Patricio Lostau (ARG).
Comentários CORRIGIR TEXTO