Porto Alegre, domingo, 13 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 13 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 17h58min, 13/09/2020. Atualizada em 20h17min, 13/09/2020.

Grêmio apenas empata e desempenho no Campeonato Brasileiro volta a preocupar

Diego Souza precisou de duas tentativas para marcar de pênalti no 1 a 1 com os nordestinos

Diego Souza precisou de duas tentativas para marcar de pênalti no 1 a 1 com os nordestinos


LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC
Deivison Ávila
O Grêmio não conseguiu ter a tão desejada sequência de vitórias no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (13), os comandados de Renato Portaluppi não passaram de um empate em 1 a 1 com o Fortaleza de Rogério Ceni. A última vez que o tricolor gaúcho venceu na Arena foi na estreia, diante do Fluminense. Agora é tudo Libertadores. Na quarta-feira (16), a equipe vai ao Chile, onde enfrenta o Universidad Católica.
O Grêmio não conseguiu ter a tão desejada sequência de vitórias no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (13), os comandados de Renato Portaluppi não passaram de um empate em 1 a 1 com o Fortaleza de Rogério Ceni. A última vez que o tricolor gaúcho venceu na Arena foi na estreia, diante do Fluminense. Agora é tudo Libertadores. Na quarta-feira (16), a equipe vai ao Chile, onde enfrenta o Universidad Católica.
Aquele Grêmio proativo que venceu o Bahia fora de casa no meio da última semana parece ter ficado em Salvador. Ao menos, foi essa a mostra dos 45 minutos iniciais diante do time de Ceni. As primeiras ações até mostravam alguma ação ofensiva, mas a falta de qualidade no último passe foi evidente. Logo aos dois minutos, Osvaldo invadiu a área e forçou Vanderlei a boa defesa.
O Grêmio seguiu assistindo o Fortaleza jogar. Prova disso foi o gol dos visitantes, aos 16 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola permaneceu no ataque nos pés de Osvaldo. Sem marcação, ele cruzou de longe, a zaga gremista não achou nada, a bola cruzou toda área e foi direto no gol.
Em um dos poucos momentos de criação, o Grêmio quase empatou aos 30: Diego Souza roubou a bola e tocou no meio da área para Alisson que finalizou forte para uma intervenção salvadora de Felipe Alves. Dois minutos depois, Maicon, com dores musculares, precisou ser substituído por Robinho. Desde fevereiro, o volante não consegue completar uma partida inteira como titular.
O segundo tempo não poderia começar melhor para o Grêmio. No primeiro minuto, o zagueiro Quintero fez um pênalti infantil, empurrando Éverton dentro da área. Diego Souza cobrou, Felipe Alves defendeu, mas Luiz Fernando marcou no rebote. O VAR entrou em campo e viu invasão das duas equipes. Em nova cobrança, Diego Souza não bateu bem novamente, mas empatou o confronto.
Aos 24, em um dos melhores momentos dos donos da casa na partida, após disputa de bola entre Luiz Fernando e Gabriel Dias, os jogadores discutiram e trocaram empurrões. O árbitro expulsou ambos. Aos 40, o Tricolor chegou em boa troca de passes, mas Felipe Alves salvou a conclusão de Orejuela. Nem mesmo os seis minutos associados à lentidão do time do Grêmio fizeram com que o time de Renato Portaluppi voltasse a vencer em casa, o que não acontece desde a estreia da competição, no dia 9 de agosto.
Ficha técnica
Grêmio
Vanderlei; Orejuela (Guilherme Azevedo), Geromel, David Braz e Cortez; Darlan, Maicon (Robinho), Isaque (Luiz Fernando), Alisson e Éverton (Ferreira); Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi.
Fortaleza
Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Paulão e Carlinhos (Bruno Melo); Juninho, Ronald (Luiz Henrique) e Romarinho; David (Yuri César), Oswaldo (Derley) e Wellington Paulista (Marlon). Técnico: Rogério Ceni.
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG).
Comentários CORRIGIR TEXTO