Porto Alegre, quarta-feira, 09 de setembro de 2020.
Dia do Administrador e do Médico Veterinário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 09 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Futebol Americano

- Publicada em 17h59min, 09/09/2020.

NFL recomeça com salários recordes e contrato de R$ 2,6 bilhões fechado

Partida de abertura será entre Kansas City Chiefs e o Houston Texans

Partida de abertura será entre Kansas City Chiefs e o Houston Texans


CHRIS DELMAS/AFP/JC
A temporada 2020 da NFL começa nesta quinta-feira (10) e alguns jogadores vão entrar em campo com uma pressão extra. Isso porque algumas franquias promoveram renovações que transformaram atletas nos mais bem pagos de suas posições na liga, e eles precisarão apresentar desempenho que corresponda ao aumento.
A temporada 2020 da NFL começa nesta quinta-feira (10) e alguns jogadores vão entrar em campo com uma pressão extra. Isso porque algumas franquias promoveram renovações que transformaram atletas nos mais bem pagos de suas posições na liga, e eles precisarão apresentar desempenho que corresponda ao aumento.
O destaque, claro, fica para o acordo entre Patrick Mahomes e o Kansas City Chiefs, atual campeão do Super Bowl. Consolidado na NFL e candidato a ser a nova cara do esporte por muitos anos, o quarterback acertou novo contrato, até 2031, para receber até US$ 503 milhões (R$ 2,6 bilhões).
Quando o novo contrato entrar em vigor, daqui a duas temporadas, Mahomes vai receber US$ 45 milhões (R$ 238,50 milhões) por temporada. O jogador dos Chiefs vai liderar a equipe na defesa do título a partir desta quinta-feira. A estreia da temporada terá o duelo entre o atual campeão com o Houston Texans, às 21h20min (de Brasília), em Kansas City.
O duelo colocará frente a frente o dono do maior contrato da história da liga e o segundo jogador mais bem pago. Isso porque os Texans anunciaram na semana passada a renovação de contrato com o quarterback Deshaun Watson, que passará a receber US$ 39 milhões (R$ 206,7 milhões) por temporada. Enquanto o novo contrato de Mahomes não entra em vigência, Watson será o atleta mais bem pago da NFL.
Quem também assumiu o posto de mais bem pago da posição foi o tight end George Kittle, do San Francisco 49ers. O camisa 85 vai receber US$ 75 milhões (R$ 397,5 milhões) em cinco anos. O salário de US$ 15 milhões (R$ 79,5 milhões) anuais é o maior pago a um jogador da posição na história da NFL.
Aproveitando que atua em uma das posições mais valorizadas da liga atualmente, outro tight end que ganhou um belo aumento foi Travis Kelce, que defende o campeão Chiefs. O jogador está atrás de Kittle, mas por pouco. Kelce receberá US$ 14,3 milhões (R$ 75,8 milhões) por ano até 2026.
Outra renovação que colocou um jogador no topo do ranking dos maiores salários foi a do running back Christian McCaffrey. O jogador vai receber do Carolina Panthers US$ 64 milhões (R$ 339,2 milhões) pelos próximos quatro anos. Os US$ 16 milhões (R$ 84,8 milhões) anuais o tornam o jogador mais bem pago da posição na história da NFL, justamente quando os corredores estão em baixa e com contratos menos vantajosos na comparação com outras funções.
Quem também está sorrindo à toa é o wide receiver DeAndre Hopkins. O jogador acertou um novo contrato de dois anos por US$ 54,5 milhões que entrará em vigor no final do atual vínculo de três temporadas com o Arizona Cardinals. Os US$ 27,25 milhões anuais significam um recorde para um jogador que não seja quarterback.
Quem também assumiu a liderança no ranking da posição foi o center Ryan Kelly. O jogador renovou contrato com o Indianapolis Colts e vai receber US$ 12,4 milhões (R$ 65,7 milhões) por ano. O vínculo total é de quatro anos e US$ 50 milhões (R$ 265 milhões).
Comentários CORRIGIR TEXTO