Porto Alegre, domingo, 06 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 06 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 18h15min, 06/09/2020. Atualizada em 18h26min, 06/09/2020.

Inter vacila e cede empate nos acréscimos para o Bahia

Thiago Galhardo e Patrick marcaram no tropeço colorado com os baianos

Thiago Galhardo e Patrick marcaram no tropeço colorado com os baianos


RICARDO DUARTE/INTER/JC
Deivison Ávila
A atuação do Inter não foi a mesma que encheu os olhos da torcida dos últimos jogos. Neste domingo (6), o Colorado decepcionou, no Beira-Rio, ao ceder o empate nos acréscimos para o Bahia. Após sair perdendo, os donos da casa viraram, mas foram castigados com um pênalti infantil do lateral-direito Rodinei. Mesmo assim, os comandados de Eduardo Coudet seguem na liderança do Campeonato Brasileiro, um ponto à frente do São Paulo, depois do 2 a 2 com os nordestinos.
A atuação do Inter não foi a mesma que encheu os olhos da torcida dos últimos jogos. Neste domingo (6), o Colorado decepcionou, no Beira-Rio, ao ceder o empate nos acréscimos para o Bahia. Após sair perdendo, os donos da casa viraram, mas foram castigados com um pênalti infantil do lateral-direito Rodinei. Mesmo assim, os comandados de Eduardo Coudet seguem na liderança do Campeonato Brasileiro, um ponto à frente do São Paulo, depois do 2 a 2 com os nordestinos.
Coudet mandou a campo o que tinha de melhor. A única mudança foi o retorno de Uendel, após quase seis meses parado tratando uma fascite planMesmo com o empate em casa, Colorado mantém a liderança da competiçãotar, ele entrou no lugar de Moisés, que ainda tem vínculo com o clube baiano. E o Colorado quase marcou no primeiro minuto: Uendel cruzou, Juninho Capixaba cabeceou para trás, e a bola sobrou para D'Alessandro chutar rasteiro, mas Matheus Claus impediu o gol.
Quem abriu o placar foram os visitantes. Aos 20 minutos, a dupla de zaga do Inter errou na saída de bola, Daniel foi mais esperto e acionou Rodriguinho. Com calma, ele driblou Lomba e bateu para o fundo das redes. O Inter não demorou para buscar a igualdade, além de contar também com a falha do setor defensivo do Bahia. Aos 27, Thiago Galhardo apertou a marcação, roubou a bola e passou para D’Ale. O gringo cruzou e Patrick cabeceou para empatar o duelo.
O Bahia voltou ao ataque com perigo quatro minutos depois: em cobrança rápida de falta, Gilberto chutou, a bola desviou na defesa e quase encobriu Lomba, que deu se esticou todo e deu um tapinha para escanteio. O primeiro tempo ainda teve um gol para cada lado, mas ambos anulados corretamente pelo trio de arbitragem.
Os times voltaram iguais para a etapa final. Já o empenho e o futebol dos 45 minutos iniciais não foram os mesmos. Se com a bola rolando estava difícil, o Inter tentou na bola parada. Aos 13, D’Ale cobrou falta do bico da área e Mateus Claus salvou os baianos. Cinco minutos depois, Cuesta foi empurrado dentro da área por Gregore: pênalti para o Inter mesmo após consulta ao árbitro de vídeo. Na cobrança, o artilheiro do Brasileiro, Thiago Galhardo, virou para o líder da competição.
Aos 35, o jovem Peglow quase ampliou, chutando de longa distância, após desvio na zaga, mas a bola saiu pela linha de fundo. Nos minutos finais teve estreia no Colorado. O uruguaio Abel Hernández entrou no lugar de Patrick. Quando tudo se encaminhava para a vitória em casa, já nos acréscimos, Rodinei fez um pênalti bobo, fora do lance. Clayson cobrou e deixou tudo igual novamente. No último lance, o estreante da tarde salvou de cabeça, em cima linha, o gol que daria a vitória ao Bahia.
O Inter volta a campo na próxima quinta-feira, às 19h15min, novamente em casa, diante do Ceará.
ESCALAÇÃO
Inter
Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Cuesta e Uendel (Rodinei); Johnny (Moledo), Edenilson, Boschilia (Marcos Guilherme) e Patrick (Abel Hernández); D'Alessandro (Peglow) e Thiago Galhardo. Técnico: Eduardo Coudet.
Bahia
Mateus Claus; Nino Paraíba, Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Ronaldo (Edson), Gregore, Daniel (Rossi) e Rodriguinho (Fessin); Élber e Gilberto (Clayson). Técnico: Cláudio Prates (interino).
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC).
Comentários CORRIGIR TEXTO