Porto Alegre, terça-feira, 01 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 01 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Basquete

- Publicada em 21h35min, 31/08/2020.

Caxias do Sul Basquete retorna à disputa do NBB

Ainda sem definição de público, torneio deve começar em novembro

Ainda sem definição de público, torneio deve começar em novembro


/MATHEUS MAGNANI/DIVULGAÇÃO/JC
Deivison Ávila
Após muito trabalho e correr atrás de patrocínio, o Caxias do Sul Basquete confirmou ontem o retorno da equipe para a disputa do Novo Basquete Brasil (NBB). A competição deve ter início no mês de novembro e a questão da presença de público ainda não está definida. Nos próximos dias, a organização do torneio se reúne para traçar o cronograma, as rodadas e a datas dos jogos.
Após muito trabalho e correr atrás de patrocínio, o Caxias do Sul Basquete confirmou ontem o retorno da equipe para a disputa do Novo Basquete Brasil (NBB). A competição deve ter início no mês de novembro e a questão da presença de público ainda não está definida. Nos próximos dias, a organização do torneio se reúne para traçar o cronograma, as rodadas e a datas dos jogos.
Além dos apoios através da Lei de Incentivo ao Esporte, encaminhados à Secretaria Estadual de Esporte, que devem ser aprovados nos próximos dias, o Caxias já contava com o apoio do Grupo Randon, da Rodoil Distribuidora de Combustíveis e da Unimed. Agora, o clube fechou patrocínio master com a casa de apostas KTO para a temporada 2020/2021. Sendo assim, a equipe passa a se chamar KTO Caxias do Sul Basquete.
As garantias financeiras para retornar a NBB são uma exigência da organização do campeonato para que a equipe possa ser inscrita. O próximo passo é dar início aos trabalhos de montagem do grupo. Para isso, o técnico Rodrigo Barbosa já começou a pensar na estrutura do time. "Vamos começar a pensar na comissão técnica, toda parte de trabalho extra quadra. E, a partir daí, começar a entender o perfil de jogadores e montar a equipe", conta.
Na semana passado, Barbosa estava confiante no retorno do Caxias ao convívio dos grandes no País. "Neste ano, mesmo com a pandemia, a gente continuou trabalhando muito nos últimos dois meses. E isso fez com que conseguíssemos o nosso objetivo. É um sentimento de satisfação, de alegria, de vontade de poder fazer com que a comunidade de Caxias e do Rio Grande do Sul possa vivenciar de novo a experiência de ter um time no NBB", comemora.
A parceria com a casa de apostas sediada em Malta, na Europa, se deu a partir de um contato do técnico com o gerente que atua no Rio Grande do Sul, Cássio Filter. Gaúcho, natural de Santa Cruz do Sul, ele viveu os tempos áureos da Pitt Corinthians, clube campeão de basquete nacional na década de 1990. "Dentro deste cenário, pude perceber quanto o esporte pode fazer por uma comunidade, já que vivenciei aquele momento único para Santa Cruz do Sul. Então, conversei com a direção da empresa e chegamos à conclusão que o basquete não poderia morrer no Rio Grande do Sul", detalha.
Filter falou ainda que a conversa entre a KTO e o Caxias do Sul Basquete foi rápida, muito pela urgência que o clube tinha em confirmar a presença no NBB. "Fechamos tudo em uma chamada de vídeo entre o diretor de Marketing da KTO, eu e o Rodrigo. Óbvio que toda empresa que faz um investimento quer ter um retorno. No entanto, nosso principal objetivo, neste momento, é ajudar o basquete de Caxias do Sul. Então, o primeiro passo foi dado para manter o esporte vivo no Rio Grande do Sul", explica o gerente da KTO no Brasil.
A empresa de apostas tem foco no mercado gaúcho e, de acordo com Filter, a resposta está sendo ótima, com a marca bem posicionado no Estado.
Comentários CORRIGIR TEXTO