Porto Alegre, quarta-feira, 26 de agosto de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 26 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Gaúcho

- Publicada em 21h28min, 25/08/2020.

Depois de 20 anos, Grêmio e Caxias voltam se encontrar em uma final de Gauchão

Renato Portaluppi e Rafael Lacerda comandam os grupos, a partir das 21h30min desta quarta-feira

Renato Portaluppi e Rafael Lacerda comandam os grupos, a partir das 21h30min desta quarta-feira


Lucas Uebel/Grêmio FBPA e SER Caxias/Divulgação
Deivison Ávila
Um reencontro após exatos 20 anos. Assim, Grêmio e Caxias voltam a decidir quem será o campeão Gaúcho. Em 2000, quem levou a melhor foi o Grená, comando por Tite. Nesta quarta-feira (26), às 21h30min, no Estádio Centenário, o Tricolor de Renato Portaluppi inicia a tentativa de reverter a vantagem do time da Serra na temporada 2020. São duas vitórias do Caxias: 2 a 0 na Arena, na abertura do Estadual, e 1 a 0 na final do primeiro turno.
Um reencontro após exatos 20 anos. Assim, Grêmio e Caxias voltam a decidir quem será o campeão Gaúcho. Em 2000, quem levou a melhor foi o Grená, comando por Tite. Nesta quarta-feira (26), às 21h30min, no Estádio Centenário, o Tricolor de Renato Portaluppi inicia a tentativa de reverter a vantagem do time da Serra na temporada 2020. São duas vitórias do Caxias: 2 a 0 na Arena, na abertura do Estadual, e 1 a 0 na final do primeiro turno.
A pandemia do coronavírus deu nova cara ao torneio, com a adoção de uma série de protocolos sanitários. Mas, depois de 130 dias de paralisação e sete meses após iniciar, o Estadual chega à grande final.
Hoje, Caxias, campeão do primeiro turno, e Grêmio, vencedor do returno começam a decisão de quem será o campeão do Rio Grande do Sul em 2020. Aliás, com as mudanças do calendário nacional, os regionais são as únicas competições que se encerram ainda neste ano. O jogo da volta será no domingo (30), às 16h, na Arena.
O Grêmio chega para decidir o Gauchão um pouco diferente daquele que iniciou a temporada. Além da venda de Everton para o Benfica, de Portugal, o técnico Renato Portaluppi perdeu o atacante Diego Souza, artilheiro do time com nove gols neste ano. Além deles, a equipe tem os desfalques de Kannemann e Orejuela, suspensos. Por outro lado, chegaram Éverton, vindo do São Paulo, Robinho, ex-Cruzeiro, e o atacante Luiz Fernando, que pertence ao Botafogo e foi emprestado até o final da temporada.
O reforço mais esperado é o lateral-direito Victor Ferraz. Fora do time há oito jogos, ele não atua desde o empate em 1 a 1 com o Ypiranga de Erechim, no dia 26 de julho. Recuperado de uma lesão muscular na coxa, Ferraz é a única opção para a posição, já que Orejuela está fora, pois foi expulso no Grenal que decidiu o returno.
Com isso, o Tricolor pode ir a campo com Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, David Braz e Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Jean Pyerre, Alisson e Pepê; Isaque. Embora não vença há quatro partidas pelo Brasileirão, o Grêmio ostenta uma invencibilidade de 15 jogos. A última derrota foi na longínqua decisão do primeiro turno, logo para o Caxias, adversário desta noite.
A equipe da Serra gaúcha não atua desde 29 de julho. Sem conseguir classificação à fase final do returno, o técnico Rafael Lacerda teve um longo período de treinos, algumas perdas e outras chegadas. O atacante Da Silva voltou para o Grêmio e o meia Jean Carlos, para o Goiás. Já o atacante Tilica foi vendido ao Asteras Tripolis, da Grécia. As reposições são os atacantes Marcelo Campanholo, ex-Desportivo Brasil, e Claudinho, ex-Mirassol.
Outros dois jogadores estão machucados: o meia Tontini e o centroavante Gilmar. Dentro desse cenário, o Grená pode ter Marcelo Pitol; Ivan, Laércio, Thiago Sales e Bruno Ré; Juliano, Yuri, Carlos Alberto e Diogo Oliveira; Bruninho e Juninho Potiguar.
Comentários CORRIGIR TEXTO