Porto Alegre, quarta-feira, 19 de agosto de 2020.
Dia Mundial da Fotografia.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 19 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 21h19min, 19/08/2020.

Grêmio fica no empate em 1 a 1 com o Flamengo, no Rio de Janeiro

Ninguém levou vantagem no reencontro de tricolores e rubro-negros no Maracanã

Ninguém levou vantagem no reencontro de tricolores e rubro-negros no Maracanã


ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO/JC
Deivison Ávila
O reencontro de Flamengo e Grêmio no Maracanã, nesta quarta-feira, foi intenso. O Tricolor foi melhor, saiu na frente, mas um pênalti bobo de Kannemann na reta final do jogo, tirou os três pontos que pareciam encaminhados. No final cariocas e gaúchos empataram em 1 a 1, em um Maracanã vazio, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O reencontro de Flamengo e Grêmio no Maracanã, nesta quarta-feira, foi intenso. O Tricolor foi melhor, saiu na frente, mas um pênalti bobo de Kannemann na reta final do jogo, tirou os três pontos que pareciam encaminhados. No final cariocas e gaúchos empataram em 1 a 1, em um Maracanã vazio, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Um primeiro tempo, tático, técnico e com os dois times se estudando bastante. Tanto o Flamengo como o Grêmio buscaram a marcação em cima. Os primeiros dez minutos foram de domínio dos donos da casa, mas sem criação e com nenhuma chance criada. Aos 13 minutos, Everton Ribeiro se livra de dois marcadores, invadiu a área, mas chutou por cima do travessão.
A resposta gremista veio através da bola parada: Jean Pyerre tentou duas vezes, mas nenhuma com sucesso. Em uma terceira, aos 34, o meia tricolor acertou a bochecha da rede, mas pelo lado de fora. Cinco minutos depois, a melhor chance até então. Cortez cruzou da esquerda, Alisson recebeu dentro da área, dominou e concluiu com estilo, levando perigo ao gol de Diego Alves.
Quando tudo se encaminhava para uma etapa inicial sem gols, aos 45, Pepê avançou pela esquerda e inverteu a bola para Alisson, na direita. Ele se livrou de Filipe Luís e deu um passe açucarado para Pepê, sozinho, disparar uma bomba e superar Diego Alves.
Logo aos dois minutos do segundo tempo, o Grêmio perdeu uma ótima chance de ampliar. Pepê puxou contra-ataque pela esquerda e cruzou na medida para Diego Souza. O camisa 9 dominou, mas concluiu parta fora. O jogo intenso provocou duas baixas por lesão muscular, uma de cada lado. Do lado rubro-negro, o lateral João Lucas deixou o gramado. Mais tarde foi o atacante Diego Souza.
O domínio seguiu sendo dos visitantes. Aos 34, Isaque tabelou pela esquerda, passou entre Rodrigo Caio e Renê, invadiu a área e chutou de biquinho. A bola passou muito perto do poste esquerdo. E quando parecia que o Tricolor sairia do Maracanã com os três pontos, só que aos 40 minutos, Kannemann colocou a mão na bola dentro da área. O juiz foi chamado pelo árbitro de vídeo e marcou a penalidade. Gabigol bateu e deixou tudo igual.
O Grêmio segue no Rio de Janeiro. No próximo domingo, a equipe comanda por Renato Portaluppi encara o Vasco, às 16h, em São Januário.

Escalação

Flamengo
Diego Alves; João Lucas (Renê), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Pedro), Everton Ribeiro (Vitinho) e De Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Domènec Torrent.
Grêmio
Vanderlei; Orejuela, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Matheus Henrique (David Braz) e Maicon (Lucas Silva); Alisson (Thaciano), Jean Pyerre (Thiago Neves) e Pepê; Diego Souza (Izaque). Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Rafael Traci (SC).
Comentários CORRIGIR TEXTO