Porto Alegre, quinta-feira, 06 de agosto de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 06 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro Série B

- Publicada em 22h11min, 05/08/2020. Atualizada em 16h55min, 06/08/2020.

A estreia do Cruzeiro na Segunda Divisão do Brasileirão

Multicampeão Cruzeiro estreia na segunda divisão; goleiro Fábio é referência do técnico Enderson Moreira

Multicampeão Cruzeiro estreia na segunda divisão; goleiro Fábio é referência do técnico Enderson Moreira


Bruno Haddad/Cruzeiro/JC
Deivison Ávila
Em um campeonato repleto de excepcionalidades, a Série B do Campeonato Brasileiro começa nesta sexta-feira (7), em meio à pandemia do novo coronavírus. Sem a presença de público nos estádios e com alguns clubes mandando jogos em outras cidades, a grande novidade é a estreia do multicampeão Cruzeiro na segunda divisão. Do lado gaúcho, a competição tem o retorno do Juventude e a quina participação seguida do Brasil de Pelotas.
Em um campeonato repleto de excepcionalidades, a Série B do Campeonato Brasileiro começa nesta sexta-feira (7), em meio à pandemia do novo coronavírus. Sem a presença de público nos estádios e com alguns clubes mandando jogos em outras cidades, a grande novidade é a estreia do multicampeão Cruzeiro na segunda divisão. Do lado gaúcho, a competição tem o retorno do Juventude e a quina participação seguida do Brasil de Pelotas.
América-MG
O Coelho vem afiado para retornar ao convívio dos grandes. Sob comando do Lisca “Doido”, o time de Belo Horizonte entra forte na briga por uma das quatro vagas, após realizar um bom Estadual. Depois de conquistar o título em 2017, caiu no ano seguinte, e não retornou em 2019, após uma derrota para o São Bento, em casa, na última rodada. Lisca aposta na base que vem atuando junta desde o ano passado.
Cruzeiro
Vivendo o pior momento em sua história centenária, a Raposa irá participar pela primeira vez da segunda divisão nacional. Ao contrário de outros grandes que já caíram, os mineiros sofrem com graves problemas financeiros e montaram um time modesto para esta Série B. O técnico Enderson Moreira tem como referência o goleiro Fábio e o volante Henrique.
Juventude
A direção do Papo está montando um time com recursos para o recém-chegado técnico Pintado. Mesmo sem classificar a equipe para as finais do retorno no Gauchão, o Ju mostrou qualidade em poucas apresentações. Os destaques do grupo são os experientes Renato Cajá, no meio-campo, e Edcarlos, na zaga, e os ex-dupla Grenal, Carlos Eduardo e Wellington Silva.
Brasil-Pel
A péssima impressão deixada no Estadual preocupa para o início da competição. A aposta da direção está no técnico Hemerson Maria, experiente na Série B. A diretoria trouxe nomes pontuais e desconhecidos para o grupo que ainda conta com os experientes Leandro Camilo e Leandro Leite. Sem público no estádio, o time não terá o apoio da fanática torcida xavante.
Paraná
Depois de passar 10 anos na Série B, a equipe voltou à elite em 2018, mas caiu no mesmo ano. O time chega com um elenco entrosado, embora sem nomes famosos. O mais conhecido é o atacante Mosquito, com passagens pelo Coritiba e Corinthians. O ponto alto é a dupla de zaga, com Fabrício e Thales, ex-Inter. A principal contratação é o atacante Bruno Gomes, com passagem pelo Modena, da Itália.
Operário-PR
Campeão da Série C em 2018 e após uma boa campanha em 2019 na B, o Fantasma segue sonhando com uma vaga na A. O time de Ponta Grossa foi às compras após cair nas quartas de final do Paranaense. Foram oito atletas adquiridos em diversos clubes pelo País. Destaque para o rodado Pedro Ken, volante com passagem por Coritiba, Cruzeiro e que estava no Juventude.
Chapecoense
Após sete anos seguidos na Série A chegou o momento da Chape viver as amarguras da segunda divisão. Para retornar rapidamente à elite nacional, a direção buscou uma parceria que traz o ex-atacante Christian como superintendente de futebol. O ex-jogador da dupla Grenal, PSG, entre outros grandes, confia no trabalho do técnico Umberto Louzer, que conta com nomes como Alan Ruschel, Aylon e Anselmo Ramon.
Avaí
A eliminação no Catarinense custou o emprego do técnico Rodrigo Santana, ex-Atlético-MG. Para o seu lugar, um velho conhecido: Geninho. Ele vem com o currículo de dois acessos pelo Leão da Ilha, o último em 2018. No elenco, o treinador de 72 anos terá os experientes Betão, Bruno Silva, Wesley e Ralf. Além desses nomes, o Avaí conta ainda com o já rodado Valdívia, cedido pelo Inter.
Figueirense
Depois de um 2019 conturbado, com escapada da Série C nas últimas rodadas e greve de jogadores, o Figueira aposta numa cria da casa para comandar o elenco. O técnico Márcio Coelho está desde 2011 no Furacão do Estreito e terá um elenco modesto para buscar o acesso. No gol, Sidão, ex-São Paulo. E no ataque, a esperança é o jovem Pedro Lucas, emprestado pelo Inter.
Ponte Preta
Motivados pela virada no Paulistão, passando de quase rebaixado para semifinalista, a Macaca entra motivada na Série B. O técnico do time de Campinas é João Brigatti, ex-goleiro, que atuou no clube. No elenco, destaque para a chegada do meia Camilo, ex-Inter e Chapecoense, e do atacante Roger, maior artilheiro deste século pela Ponte. Outro destaque é o polivalente Apodi.
Guarani
Após chegar à final do Troféu do Interior no Paulistão, a direção prepara uma lista de reforços para o início da segunda divisão. Os contratados estão sendo buscados nas melhores campanhas de concorrentes no Estadual. O jovem técnico Thiago Carpini ganhou corpo após a recuperação na edição da Série B do ano passado e do razoável Paulistão.
Botafogo-SP
O time do interior paulista confia no experiente técnico Claudinei Oliveira para, ao menos, se manter na Série B. A ideia do treinador é buscar jogadores com passagem por clubes da Série A para trazer experiência ao elenco. Um dos atletas sondados é o volante Elicarlos, comandado por Claudinei na chapecoense. A direção também analisa atletas de times que disputaram o Paulistão.
Oeste
Recentemente rebaixado no Campeonato paulista, o clube, hoje, sediado em Barueri, busca a permanência na Série B. A curiosidade no elenco do Rubrão é que cinco jogadores do atual elenco são emprestados pelo Corinthians: Rafinha, Caíque França, Caetano, Fabricio Oya e Matheus Matias. O treinador será Renan Freitas, desde 2012 trabalhando no clube.
Vitória
O rubro-negro sofre nos últimos anos com campanhas pífias, entre acessos e rebaixamentos. E as perspectivas para esta temporada não são as melhores. O time não conseguiu chegar sequer às semifinais do Campeonato Baiano. A aposta do técnico Bruno Pivetti é o meia Marcelinho, contratado para ser o pensador do time. Ele chega a Salvador após nove anos no futebol búlgaro, onde trabalhou com o treinador.
Confiança-SE
Após 28 anos, os sergipanos conseguiram voltar à segunda divisão nacional. O vice-campeonato da Série C em 2019 foi suficiente para incendiar a torcida que não poderá ver o time em campo em virtude da pandemia da Covid-19. A força do elenco sergipano está no treinador, o paranaense Matheus Costa, com passagem como auxiliar do Coritiba e técnico do Paraná.
Náutico
De 2013 até retornar à segunda divisão em 2020, o Timbu saiu da elite nacional e chegou à Série C. Agora, de volta ao Estádio dos Aflitos, a equipe chega comandada por Gilmar Dal Pozzo. Após fracassos no Pernambucano e na Copa do Nordeste, o Náutico confia na experiência de Jorge Henrique e Kieza para almejar algo mais nesta Série B.
CRB
O alvirrubro alagoano chega a sua sexta participação seguida na Série B. A equipe do técnico Marcelo Cabo vai em busca de uma vaga entre os grandes, algo que não ocorre desde 1984. Para que isso ocorra, a equipe conta com o experiente zagueiro Gum, ex-Fluminense, e com o atacante bastante rodada Léo Gamalho.
CSA
Após 30 anos, o Azulão teve uma curta passagem pela Série A em 2019. De volta à segundona, o Azulão de Maceió vai em busca de mais um acesso sob o comando de Eduardo Baptista. No elenco, destaque para os meias Andrigo e Nádson. O volante Márcio Araújo, ex-Flamengo, e no ataque, Alecsandro e Rodrigo Pimpão.
Sampaio Corrêa
O clube do Maranhão quer acabar com a sina de ioiô no Brasileirão. Neste ano, a equipe disputará uma série diferente pela 5ª vez seguida. Na última década, foram três acessos. Um dos principais reforços no grupo é a chegada do atacante Caio Dantas, do Boa Vista, vice-artilheiro do Campeonato carioca, marcando sete gols em 12 jogos.
Cuiabá
O caçula entre os participantes, fundado em 2001, o Dourado chega a sua segunda participação na Série B consecutiva. Após um oitavo no ano passado, a equipe treinada pelo experiente Marcelo Chamusca busca surpreender mais uma vez. Sem o retorno do estadual em meio à pandemia, o time realiza amistosos de preparação para a competição.
Comentários CORRIGIR TEXTO