Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

campeonato gaúcho

- Publicada em 13h25min, 26/07/2020. Atualizada em 16h47min, 26/07/2020.

Jogando em Eldorado do Sul, Grêmio não sai do empate com Ypiranga

Grêmio de Matheus Henrique lidera grupo B do Gauchão e está a um passo da classificação

Grêmio de Matheus Henrique lidera grupo B do Gauchão e está a um passo da classificação


LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA/Divulgação/JC
Igor Natusch
Não chega a ser um grande problema para a campanha do Grêmio no Campeonato Gaúcho, mas a equipe tricolor não tem mais 100% de aproveitamento no segundo turno da competição. Na manhã deste domingo (26), o Tricolor ficou no 1 a 1 com o Ypiranga, em partida disputada no CT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul - os gremistas não podem mandar jogos em Porto Alegre, devido às medidas da prefeitura no combate ao novo coronavírus.
Não chega a ser um grande problema para a campanha do Grêmio no Campeonato Gaúcho, mas a equipe tricolor não tem mais 100% de aproveitamento no segundo turno da competição. Na manhã deste domingo (26), o Tricolor ficou no 1 a 1 com o Ypiranga, em partida disputada no CT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul - os gremistas não podem mandar jogos em Porto Alegre, devido às medidas da prefeitura no combate ao novo coronavírus.
O resultado praticamente assegurou ao time de Renato Portaluppi a classificação para as fases finais e a liderança do grupo B, com 13 pontos. Dependendo dos resultados paralelos, o Tricolor pode garantir a vaga ainda neste domingo. O Ypiranga, por sua vez, fica com 3 pontos no grupo A, e não tem mais chances de se classificar para as semifinais.
Apesar do esforço para dar ao jogo um clima próximo ao dos jogos antes da pandemia, era difícil fugir da sensação de estar assistindo uma espécie de coletivo de luxo. Com faixas de torcidas organizadas dependuradas nas telas, o sistema de som reproduzia gritos da torcida tricolor – mas não tão alto assim, de forma que era possível ouvir as instruções dos treinadores e até as conversas dos profissionais na beira do gramado. Dentro do bom gramado do CT Hélio Dourado, o Grêmio tentava impor seu jogo de toque de bola, enquanto o visitante de Erechim fazia uma marcação firme e adiantada, apostando em uma roubada de bola para puxar o contra-ataque.
Com o passar dos minutos, o Tricolor começou a jogar de forma mais incisiva pelos lados, tentando achar espaço pelo alto. A estratégia deu certo aos 38 min da primeira etapa. Everton cruzou pela esquerda, Deivity chegou a espalmar, mas Diego Souza pegou o rebote de voleio para abrir o placar. O Ypiranga, porém, reagiu rápido. Aos 44, Muriel acertou um belo chute de fora da área, que ainda bateu na trave antes de entrar: 1 a 1.
Depois do intervalo, o jogo mostrou-se unilateral. Só o Grêmio tentava atacar; depois da boa primeira etapa, o Canarinho concluiu que valia a pena preservar o empate e fechou-se atrás sem constrangimento.
Os minutos passavam, mas as chances gremistas eram escassas, e o Ypiranga chegou a animar-se a algumas tentativas mais incisivas na frente. A melhor chance gremista veio nos acréscimos: no contra-ataque, Everton achou Matheus Henrique, mas Deivity salvou com o pé direito. O placar, contudo, não se moveu, e o empate acabou sendo adequado a um jogo que não empolgou, mas também não chegou a ser ruim. 
Grêmio 1 x 1 Ypiranga-RS
Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemann e Guilherme Guedes; Matheus Henrique, Lucas Silva (Luciano), Alisson (Pepê), Jean Pyerre e Everton; Diego Souza. Técnico: Renato Portaluppi.
Deivity; Muriel, Saimon, Diogo Silva e Ávila; Tárik, Clayton (Pedrinho), Zotti (Fidélis) e Jean Silva (Fernandinho); Neto Pessoa e Leilson (Reinaldo Dutra). Técnico: Paulo Henrique Marques.
Árbitro: Érico Andrade.
Comentários CORRIGIR TEXTO