Porto Alegre, sábado, 18 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 18 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

UFC

- Publicada em 20h11min, 12/07/2020. Alterada em 20h59min, 12/07/2020.

Aldo levou 59 socos na cabeça em 3 minutos antes de ser nocauteado pelo russo Petr Yan

Petr Yan engatou uma sequência enorme de golpes no brasileiro antes de o árbitro Leon Roberts intervir

Petr Yan engatou uma sequência enorme de golpes no brasileiro antes de o árbitro Leon Roberts intervir


REPRODUÇÃO FACEBOOK UFC/DIVULGAÇÃO/JC
Os números mostram a superioridade de Petr Yan no último round do duelo contra José Aldo, no sábado (11), na luta do UFC 251 valendo o cinturão dos galos. O russo engatou uma sequência enorme de golpes no brasileiro antes de o árbitro Leon Roberts intervir e encerrar o combate, aos 3min24.
Os números mostram a superioridade de Petr Yan no último round do duelo contra José Aldo, no sábado (11), na luta do UFC 251 valendo o cinturão dos galos. O russo engatou uma sequência enorme de golpes no brasileiro antes de o árbitro Leon Roberts intervir e encerrar o combate, aos 3min24.
Logo aos dez segundos do quinto round, Aldo levou dois socos na cabeça que o desestabilizaram e facilitaram a vida de Yan. Após derrubar o brasileiro, o russo engatou mais 57 golpes na cabeça em pouco menos de três minutos, totalizando 59 socos na região. Além disso, foram outros três no corpo do ex-campeão dos penas.
A quantidade de golpes fez com que Dana White se irritasse com a demora de Leon Roberts para parar a luta e decretar o nocaute. "Horrível, horrível interrupção do árbitro. Isso deveria ter acontecido muito antes. Pelo jeito, temos que reforçar nossos árbitros e jurados aqui na Ilha da Luta", disse ao "MMA Junkie".
Sem reação depois dos golpes sofridos, Aldo terminou o último round com apenas um golpe desferido: um chute na perna de Yan. O revés impediu que Aldo conquistasse o título em sua nova categoria. Agora, ele soma duas derrotas e nenhuma vitória na divisão dos galos do UFC.
Comentários CORRIGIR TEXTO