Porto Alegre, segunda-feira, 29 de junho de 2020.
Dia da Telefonista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 29 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Futebol

29/06/2020 - 18h10min. Alterada em 29/06 às 18h47min

Leite: 'Retorno do futebol neste momento não é prioridade'

Leite alegou, em live, que o Estado passa pelo momento 'mais sensível e delicado' da pandemia.

Leite alegou, em live, que o Estado passa pelo momento 'mais sensível e delicado' da pandemia.


FACEBOOK/REPRODUÇÃO/JC
Enquanto outros estados já voltaram ou marcam o retorno dos jogos, os times gaúchos terão de ter paciência. O governador Eduardo Leite disse, nesta segunda-feira (29), que "o futebol neste momento não é prioridade". O motivo está ligado a mais restrições devido à pandemia, como em Porto Alegre, que está na bandeira vermelha. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) propôs protocolos para os jogos
Enquanto outros estados já voltaram ou marcam o retorno dos jogos, os times gaúchos terão de ter paciência. O governador Eduardo Leite disse, nesta segunda-feira (29), que "o futebol neste momento não é prioridade". O motivo está ligado a mais restrições devido à pandemia, como em Porto Alegre, que está na bandeira vermelha. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) propôs protocolos para os jogos
Leite alegou que o Estado passa pelo momento "mais sensível e delicado" da pandemia. Segundo o governador, a proposta da FGF está em análise e espera dar um retorno "provavelmente" esta semana. Ele chegou a reconhecer que há um trabalho muito sério dos clubes. 
Segundo o governador, mesmo que sejam jogos sem público, há sempre algum tipo de aglomeração. "Amigos que se reúnem para assistir. Vamos precisar de mais tempo para o retorno do futebol", ponderou, durante live pelo Facebook no qual divulgou como serão as bandeiras do distanciamento controlado nesta semana.  
O governo diz que a intenção é permitir o retorno dentro do tempo possível para concluir o Campeonato Gaúcho, "antes dos jogos da CBF". A Confederação Brasileira de Futebol e os clubes das duas principais divisões do futebol aprovaram o começo do Brasileirão em agosto, prazo que está sujeito à aprovação das autoridades sanitárias.
Grêmio e Inter estão com treinos individuais desde maio e já solicitaram ao prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, liberação para treinos coletivos, começando com dois jogadores com contato. Os dois clubes fazem testes para monitorar eventuais casos de Covid-19. 
A demora em conseguir o aval para treinos coletivos gera apreensão. O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr, disse que os jogadores "estão de saco cheio de fazer só exercício físico" e que o nível de cuidado pelos clubes poderia servir de exemplo de como agir na pandemia. 
O vice-presidente do Inter, Alexandre Chaves Barcellos, também reforça que é importante a retomada de treinos mais próximos dos normais e garante que o ambiente de desinfecção e controles sanitários em vigor nos centros de treinamento se compara a dos hospitais.     
Comentários