Porto Alegre, sábado, 18 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 18 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Inter

- Publicada em 20h30min, 28/06/2020. Alterada em 20h30min, 28/06/2020.

Após cirurgia, Cuesta volta a realizar atividades no gramado

Não há previsão de quando Cuesta retomará atividades com o restante do grupo

Não há previsão de quando Cuesta retomará atividades com o restante do grupo


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
O torcedor colorado teve ao menos uma boa notícia neste fim de semana. Recuperado de uma cirurgia para correção de hérnia inguinal, o zagueiro Víctor Cuesta voltou aos treinos fisicos no CT do Parque Gigante. Separado dos companheiros de Inter, o argentino realizou corridas leves e exercícios de aquecimento. Não há, por enquanto, previsão de quando Cuesta retomará atividades com o restante do grupo.
O torcedor colorado teve ao menos uma boa notícia neste fim de semana. Recuperado de uma cirurgia para correção de hérnia inguinal, o zagueiro Víctor Cuesta voltou aos treinos fisicos no CT do Parque Gigante. Separado dos companheiros de Inter, o argentino realizou corridas leves e exercícios de aquecimento. Não há, por enquanto, previsão de quando Cuesta retomará atividades com o restante do grupo.
No sábado (27), o elenco colorado concluiu a oitava semana de treinamentos após a pausa forçada pelo novo coronavírus. Os jogadores se reapresentam na manhã de hoje, divididos em pequenos grupos, para mais uma bateria de atividades físicas e técnicas.
Enquanto isso, o Inter se vê na iminência de uma batalha nos tribunais. O Ministério Público do Rio Grande do Sul recebeu, na sexta-feira (26), um pedido do deputado estadual Fábio Ostermann (Novo) para investigar a doação do governo gaúcho de terrenos para o futuro CT do clube em Guaíba. O objetivo é apurar a divergência entre a avaliação de uma consultoria, que calculou a área em R$ 57 milhões, e o governo do Estado, que atribuiu ao terreno valor de menos de R$ 17 milhões.
Comentários CORRIGIR TEXTO