Porto Alegre, quarta-feira, 10 de junho de 2020.
Dia da Língua Portuguesa.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 10 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Justiça

Notícia da edição impressa de 10/06/2020. Alterada em 09/06 às 20h38min

Ronaldinho Gaúcho conta rotina em prisão domiciliar no Paraguai

Ex-meia cumpre pena há sessenta dias em Assunção, após ser pego com passaporte falso

Ex-meia cumpre pena há sessenta dias em Assunção, após ser pego com passaporte falso


/NORBERTO DUARTE/AFP/JC
Ronaldinho Gaúcho está, desde abril, em prisão domiciliar em um hotel no Paraguai. O ex-jogador falou, em entrevista ao jornal Mundo Deportivo, da Espanha, sobre a rotina que leva e as dificuldades de fazer o que não está acostumado. "Temos um tratamento excelente, tudo muito bem organizado no hotel. Estamos tranquilos e todos fazem de tudo para que passemos da forma mais amena possível. Estão sendo sessenta longos dias. As pessoas em casa devem imaginar o que deve ser não poder fazer o que está acostumado. Acredito que seja algo que ficará para sempre em todos nós depois de viver uma experiência tão complicada", disse.
Ronaldinho Gaúcho está, desde abril, em prisão domiciliar em um hotel no Paraguai. O ex-jogador falou, em entrevista ao jornal Mundo Deportivo, da Espanha, sobre a rotina que leva e as dificuldades de fazer o que não está acostumado. "Temos um tratamento excelente, tudo muito bem organizado no hotel. Estamos tranquilos e todos fazem de tudo para que passemos da forma mais amena possível. Estão sendo sessenta longos dias. As pessoas em casa devem imaginar o que deve ser não poder fazer o que está acostumado. Acredito que seja algo que ficará para sempre em todos nós depois de viver uma experiência tão complicada", disse.
Sobre o dia a dia, Ronaldinho contou que faz exercícios e acompanha mensagens de apoio de fãs. Recentemente, ele voltou a publicar mensagens no Twitter. "Fazemos esporte na academia quase todos os dias. Temos um ginásio em que podemos trabalhar e uma sala que nos adaptaram", afirmou. O ex-jogador e seu irmão Roberto Assis cumprem pena domiciliar após tentarem entrar no país com passaporte falso. Eles só poderão deixar o Paraguai quando a investigação terminar ou mediante uma liminar da justiça local.
Comentários