Porto Alegre, sexta-feira, 22 de maio de 2020.
Dia do Apicultor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 22 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Olimpíadas

Notícia da edição impressa de 22/05/2020. Alterada em 21/05 às 20h36min

COI admite cancelar os Jogos se coronavírus não estiver controlado

Thomas Bach reforçou o comprometimento para realizar o evento no próximo ano

Thomas Bach reforçou o comprometimento para realizar o evento no próximo ano


/FABRICE COFFRINI/AFP/JC
O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, reconheceu, nesta quinta-feira (21), que os Jogos de Tóquio terão de ser cancelados caso a pandemia do coronavírus não esteja controlada em 2021. Em função do surto da doença pelo mundo, o evento foi adiado por um ano.
O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, reconheceu, nesta quinta-feira (21), que os Jogos de Tóquio terão de ser cancelados caso a pandemia do coronavírus não esteja controlada em 2021. Em função do surto da doença pelo mundo, o evento foi adiado por um ano.
A afirmação de Bach está em consonância com declaração recente de Shinzo Abe, premiê japonês, de que o evento pode não ocorrer caso a pandemia não esteja contida. O país registra 784 mortes em função do coronavírus. "Consigo entender isso, porque você não pode empregar para sempre 3 mil, 5 mil pessoas em um comitê organizador. Você não pode mudar todo ano a programação esportiva mundial de todas as federações. Você não pode ter os atletas sob incerteza", afirmou Bach.
O dirigente reforçou, porém, o discurso de que o COI está comprometido em realizar o evento em 2021. No entanto, reconheceu que há muitas indefinições, incluindo a possibilidade de os atletas terem de permanecer em isolamento durante o período das Olimpíadas.
"O que isso pode significar para a vida em uma Vila Olímpica? Todos esses cenários estão sendo considerados e é por isso que estou dizendo que é uma tarefa gigantesca, porque existem muitas opções que não são fáceis de abordar", apontou Bach. Os Jogos foram remarcados para entre os dias 23 de julho e 8 de agosto de 2021.
Comentários