Porto Alegre, terça-feira, 12 de maio de 2020.
Dia da Enfermagem.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 12 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Fórmula 1

Alterada em 12/05 às 19h57min

Chefe da Mercedes diz que considerará Vettel para 2021

Saída de Vettel da Ferrari pode atingir Hamilton na Mercedes

Saída de Vettel da Ferrari pode atingir Hamilton na Mercedes


WANG ZHAO/AFP/JC
A notícia da saída de Sebastian Vettel da Ferrari ao final desta temporada sacudiu os bastidores da Fórmula 1 nesta terça-feira (12). O contrato do tetracampeão mundial com a equipe italiana acaba em dezembro e ele fica livre para assinar com qualquer escuderia para 2021. Nessa lista entra a Mercedes, a melhor da atualidade, que ainda não tem compromisso firmado com seus dois pilotos: o inglês Lewis Hamilton e o finlandês Valtteri Bottas.
A notícia da saída de Sebastian Vettel da Ferrari ao final desta temporada sacudiu os bastidores da Fórmula 1 nesta terça-feira (12). O contrato do tetracampeão mundial com a equipe italiana acaba em dezembro e ele fica livre para assinar com qualquer escuderia para 2021. Nessa lista entra a Mercedes, a melhor da atualidade, que ainda não tem compromisso firmado com seus dois pilotos: o inglês Lewis Hamilton e o finlandês Valtteri Bottas.
Chefe da equipe alemã, Toto Wolff afirmou que já está sabendo do anúncio da Ferrari e que vai considerar o nome do alemão para definir a dupla de pilotos para a disputa da temporada de 2021 da Fórmula 1. "Sebastian é um ótimo piloto, tem uma grande personalidade e seria capaz de fortalecer qualquer equipe da F-1", disse Wolff. "Pensando no futuro, nós estamos comprometidos com a lealdade aos atuais pilotos. Entretanto, não podemos ignorar esse movimento", prosseguiu.
Atualmente, a Mercedes está em negociações com Hamilton para um novo contrato. O atual vínculo de três anos do hexacampeão mundial se encerra no fim do ano e ele já é especulado na própria Ferrari - isso desde o fim do ano passado, quando se encontrou com o presidente da escuderia italiana, John Elkann, em um evento social.
Com relação a Valtteri Bottas, a Mercedes sempre assinou prorrogações de um ano a cada temporada desde que o finlandês chegou em 2017, mas teve que esperar até agosto do ano passado para ser confirmado para 2020. O piloto disse durante os testes de pré-temporada, em fevereiro, que esperava que as negociações sobre um novo contrato para 2021 ocorressem de maneira mais particular e fossem resolvidas logo.
Comentários