Porto Alegre, segunda-feira, 04 de maio de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 04 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Futebol gaúcho

Notícia da edição impressa de 04/05/2020. Alterada em 03/05 às 21h01min

Dupla Grenal retorna aos treinamentos

Atividades na Arena ocorrerão ao ar livre e em pequenos grupos

Atividades na Arena ocorrerão ao ar livre e em pequenos grupos


/LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/JC
A ameaça do novo coronavírus ainda não foi embora, mas os principais clubes do futebol brasileiro já sinalizam a volta às atividades. E o Rio Grande do Sul deve abrir o caminho, já que começa hoje a promover as reapresentações de elenco, antes de outros grandes centros do esporte no País. Com autorização da Prefeitura de Porto Alegre, Grêmio e Inter preparam esquemas diferenciados de trabalho para o começo desta semana.
A ameaça do novo coronavírus ainda não foi embora, mas os principais clubes do futebol brasileiro já sinalizam a volta às atividades. E o Rio Grande do Sul deve abrir o caminho, já que começa hoje a promover as reapresentações de elenco, antes de outros grandes centros do esporte no País. Com autorização da Prefeitura de Porto Alegre, Grêmio e Inter preparam esquemas diferenciados de trabalho para o começo desta semana.
O Tricolor deve ser o primeiro a receber jogadores do grupo profissional. Eles irão hoje ao CT Presidente Luiz Carvalho, em pequenos grupos e com escala de horários, para realização de exames médicos e teste rápido para Covid-19. Os treinamentos do elenco gremista iniciam amanhã - mesmo dia em que devem se reapresentar os atletas do Colorado, também em esquema especial. Hoje, ocorre reunião de dirigentes e comissão técnica, para estabelecer o cronograma e os protocolos a serem seguidos nas próximas semanas.
De forma a evitar o uso de ambientes internos, o Grêmio instalou tendas ao ar livre, em um espaço próximo aos gramados do CT. A previsão é que, diariamente, seja medida a temperatura corporal de atletas e funcionários, e os jogadores se apresentarão já fardados todos os dias, tomando banho em casa depois das atividades.
Hoje, o CT do Parque Gigante deve receber os últimos preparativos para a volta do grupo profissional. Enquanto a direção do Inter se reúne com Eduardo Coudet, será feita uma espécie de ensaio geral, levando em conta um protocolo elaborado junto à CBF e em conjunto com instituições de saúde. A reapresentação em si fica para amanhã.
A volta aos trabalhos, porém, já trouxe polêmica para os lados do Beira-Rio. Em entrevista à Rádio Guaíba, na sexta-feira, o presidente Marcelo Medeiros chegou a dizer que, caso algum jogador tenha receio em atuar durante a pandemia, pode pedir demissão. O discurso foi alvo de muitas críticas, o que levou o dirigente a baixar o tom em manifestação posterior, por meio das redes sociais.
Embora estejam voltando aos treinos, Grêmio e Inter ainda não sabem quando vão de fato voltar aos gramados. Para amanhã, está prevista uma reunião virtual do presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Luciano Hocsman, com o governador Eduardo Leite para discutir a volta do futebol no Estado. No dia seguinte, os clubes devem debater uma possível retomada dos jogos do Campeonato Gaúcho, suspenso desde 16 de março.
No momento, a FGF faz os ajustes no protocolo de segurança que deverá ser proposto na reunião, incluindo medidas como o uso de máscaras no vestiário e a realização de testagem para Covid-19, por amostragem. A possibilidade de novas inscrições de atletas, solicitada por clubes que precisaram liberar atletas durante o período de recesso, também deve entrar na pauta. 
Resta saber se as prefeituras autorizarão a realização dos jogos, mesmo com portões fechados. Em Porto Alegre, por exemplo, a autorização é exclusivamente para atividades de condicionamento físico, e o prefeito Nelson Marchezan Jr. declarou mais de uma vez que não acredita que jogos de futebol possam acontecer no futuro próximo. Em cidades como Caxias do Sul, a prefeitura não permite nem a retomada dos treinamentos, o que deve atrasar a reapresentação de Juventude e Caxias.

Ao todo, 40% dos times do Brasileirão encaminham volta aos trabalhos

Oito dos 20 times da Série A do Campeonato Brasileiro já começaram a voltar aos treinamentos. Além da dupla Grenal, o mais adiantado é o Flamengo, que vem testando atletas e funcionários contra a Covid-19.

Outros cinco equipes - Fluminense, Botafogo, Red Bull Bragantino, Bahia e Coritiba - estão promovendo uma espécie de treinamento virtual, com os jogadores exercendo atividades controladas.

Dos outros 12 clubes restantes, apenas dois se posicionaram de forma oficial: Santos e Palmeiras afirmaram que só voltam aos treinos quando houver autorização das autoridades. Embora não tenha soltado um comunicado, Raí, diretor executivo do São Paulo, já declarou que o clube é contra antecipar a volta do futebol. Vasco, Corinthians, Atlético-MG, Atlético-GO, Goiás, Fortaleza, Ceará e Sport - não haviam se manifestado oficialmente até o fechamento desta edição.

Comentários