Porto Alegre, quinta-feira, 30 de abril de 2020.
Dia do Ferroviário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 30 de abril de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Grêmio

Notícia da edição impressa de 30/04/2020. Alterada em 29/04 às 20h41min

Volta da base e das mulheres gremistas é adiada

Direção aguarda a liberação do CT Luiz Carvalho para volta dos treinos

Direção aguarda a liberação do CT Luiz Carvalho para volta dos treinos


/JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Enquanto aguarda um posicionamento da CBF e das entidades de saúde para a retomada dos treinamentos do futebol profissional, a direção do Grêmio estendeu algumas medidas adotadas anteriormente em virtude da pandemia do coronavírus. As iniciativas têm o objetivo de preservar a saúde dos profissionais e seus familiares, além de tentar minimizar os impactos financeiros da crise econômica.
Enquanto aguarda um posicionamento da CBF e das entidades de saúde para a retomada dos treinamentos do futebol profissional, a direção do Grêmio estendeu algumas medidas adotadas anteriormente em virtude da pandemia do coronavírus. As iniciativas têm o objetivo de preservar a saúde dos profissionais e seus familiares, além de tentar minimizar os impactos financeiros da crise econômica.
Dessa forma, o Tricolor estendeu o retorno das categorias de base e do departamento de futebol feminino. Além disso, os vencimentos de parte dos funcionários foram reduzidos em 25%. As medidas, anunciadas no site oficial do Grêmio na manhã desta quarta-feira, serão válidas a partir do dia 2 de maio.
Os profissionais do clube, de Piso 1 e 2, receberão o salário base de maneira integral durante a redução de jornada e/ou suspensão contratual. Já os demais funcionários, incluindo executivos, receberão, no mínimo, 75% do respectivo salário base, independentemente se tiverem redução de jornada e/ou suspensão contratual.
As ações aplicadas partiram do acordo coletivo firmado nesta quarta-feira junto ao Sindicato dos Empregados em Clubes Esportivos e em Federações no Estado do Rio Grande do Sul (Secefergs), baseado nas modalidades excepcionais previstas na Medida Provisória 936/2020, emitida pelo governo federal.
As atividades da Escola de Futebol e do Instituto Geração Tricolor (IGT) estão suspensas até 31 de julho, com retorno previsto para 1º de agosto, enquanto as funções do futebol feminino e das categorias de base ficam suspensas até 31 de maio, com retorno previsto para 1º de junho. Os prazos de suspensão poderão ser revistos, à medida que o cenário atual se modifique.
Enquanto isso, o departamento de futebol profissional pode retornar na próxima segunda-feira. Para isso, a direção aguarda a liberação do CT Luiz Carvalho por parte da prefeitura de Porto Alegre, a partir dos protocolos de segurança. Mesmo que não haja a liberação do espaço, os profissionais do departamento físico darão início às atividades de recondicionamento após o período de férias dos atletas. A única incerteza é quanto ao retorno do técnico Renato Portaluppi, que está no Rio de Janeiro.
Comentários