Porto Alegre, quarta-feira, 18 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Futebol internacional

Notícia da edição impressa de 18/03/2020. Alterada em 17/03 às 20h53min

Pandemia de Covid-19 adia Copa América e Eurocopa para 2021

Decisão acompanha suspensão de diversas outras competições esportivas

Decisão acompanha suspensão de diversas outras competições esportivas


JUAN BARRETO/AFP/JC
A Copa América de 2020, que seria disputada entre junho e julho na Argentina e na Colômbia, foi adiada para 2021 em razão da pandemia de coronavírus. A Eurocopa, torneio de seleções europeias que estava previsto para o mesmo período da Copa América, também foi transferido para o ano que vem.
A Copa América de 2020, que seria disputada entre junho e julho na Argentina e na Colômbia, foi adiada para 2021 em razão da pandemia de coronavírus. A Eurocopa, torneio de seleções europeias que estava previsto para o mesmo período da Copa América, também foi transferido para o ano que vem.
As decisões foram tomadas nesta terça-feira, em reuniões por videoconferência da Conmebol e da Uefa com as federações dos países de seus respectivos continentes. A alteração ganhou força já que, com os torneios nacionais e continentais de clubes da Europa paralisados, não haveria tempo para encerrar a temporada 2019/2020 até 12 de junho, data inicialmente marcada para o início tanto da Copa América quanto da Eurocopa.
A Uefa e os clubes da Europa trabalham com a possibilidade de terminar suas ligas que foram interrompidas durante o próximo verão europeu, ou seja, ainda em 2020. Para isso, é claro, dependem do controle da pandemia.
Um grupo especial de trabalho foi montado pela confederação europeia para estudar de que forma esses campeonatos e as competições continentais como a Champions League e a Liga Europa poderão ser finalizadas.
A Fifa anunciou ainda que o novo Mundial de Clubes, cuja primeira edição estava prevista para 2021, também será adiado, já que os torneios continentais da América do Sul e da Europa passaram para o ano que vem. Em nota, o presidente da entidade, Gianni Infantino, disse que espera poder readequar o calendário mundial do futebol até o fim de abril, se as circunstâncias permitirem.
De acordo com a entidade máxima do futebol, o novo torneio de clubes, que será disputado na China, reunirá 24 clubes, entre eles oito europeus e seis sul-americanos. Os critérios de classificação, porém, ainda não foram definidos.