Porto Alegre, quarta-feira, 04 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Grêmio

04/03/2020 - 19h03min. Alterada em 04/03 às 19h09min

Grêmio propõe linha de ônibus exclusiva para mulheres em dias de jogo

Linha Futebol, que sai do Centro da Capital, faz conexão direta com a Arena em dias de jogos

Linha Futebol, que sai do Centro da Capital, faz conexão direta com a Arena em dias de jogos


EPTC/DIVULGAÇÃO/JC
O Grêmio propôs linha exclusiva de ônibus para mulheres torcedoras que vão aos jogos na Arena em Porto Alegre. Hoje já opera a Linha Futebol, que sai do Centro da Capital, com conexão direta ao palco dos jogos. Outras linhas também fazem o percurso em dias de jogos. 
O Grêmio propôs linha exclusiva de ônibus para mulheres torcedoras que vão aos jogos na Arena em Porto Alegre. Hoje já opera a Linha Futebol, que sai do Centro da Capital, com conexão direta ao palco dos jogos. Outras linhas também fazem o percurso em dias de jogos. 
O Departamento do Quadro Social (QS) do Tricolor fez a proposta em reunião com representantes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e Diretoria de Esportes Recreação e Lazer de Porto Alegre.
A ideia é criar uma "Linha Futebol Exclusiva para Mulheres" para ônibus circularem em pontos específicos de Porto Alegre com destino à Arena.
O Grêmio informou que a iniciativa surgiu em uma reunião com a participação de sócias e torcedoras. Em nota, o clube apontou que um dos motivos de o público feminino não ir com mais frequência e número aos jogos é "a dificuldade em deslocar-se sozinho ou em grupo até o estádio gremista".
“Considerando as desagradáveis e inaceitáveis situações de eventual discriminação e de desrespeito que elas possam sofrer no caminho até o Estádio, principalmente, mas não exclusivamente, quando não acompanhadas por homens, a implementação de uma linha dedicada ao público feminino passa a ser tratada como uma medida importante e necessária”, diz Vidal Pedro Dias Abreu, diretor do QS.