Porto Alegre, terça-feira, 18 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Libertadores

Notícia da edição impressa de 11/02/2020. Alterada em 10/02 às 20h22min

Inter espera Beira-Rio cheio para a primeira decisão sob a batuta de Coudet

Treinador argentino pode promover mudanças no time para encarar os chilenos

Treinador argentino pode promover mudanças no time para encarar os chilenos


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
A partir das 19h15min desta terça-feira (11), o Inter terá a sua primeira grande decisão sob o comando do técnico argentino Eduardo Coudet. O Colorado recebe os chilenos da Universidad de Chile no jogo da volta da segunda fase da Libertadores da América. No jogo de ida, empate sem gols. Uma vitória garante a vaga para os gaúchos. Nova igualdade em zero a zero leva a decisão da vaga para os pênaltis. Empate com gols ou vitória dos chilenos, dá a classificação para a La U.
A partir das 19h15min desta terça-feira (11), o Inter terá a sua primeira grande decisão sob o comando do técnico argentino Eduardo Coudet. O Colorado recebe os chilenos da Universidad de Chile no jogo da volta da segunda fase da Libertadores da América. No jogo de ida, empate sem gols. Uma vitória garante a vaga para os gaúchos. Nova igualdade em zero a zero leva a decisão da vaga para os pênaltis. Empate com gols ou vitória dos chilenos, dá a classificação para a La U.
A direção espera pelo menos 40 mil torcedores no Beira-Rio para empurrar o time, que ainda não está definido. Coudet abriu a possibilidade de que a equipe tenha mudanças em relação a que iniciou o duelo no Chile, na semana passada. Um dos cotados a ganhar uma vaga no meio é Gabriel Boschilia. O meia teve boa atuação contra o Novo Hamburgo, no sábado, pelo Gauchão, e pode surgir no meio, dando mais criatividade ao setor.
"Vamos ver como se recuperam os jogadores. O campo estava muito pesado, mas pode ser que algum tenha que iniciar a partida. Veremos, até terça-feira (hoje), quem melhor se recupera. A partir daí, armaremos a equipe que iniciará" disse Coudet, que elogiou a atuação de Boschilia, dizendo que o jogador é "dinâmico".
O Inter treinou na tarde de ontem com portões fechados para a imprensa. Assim, o mistério acerca dos 11 que entrarão em campo no início da noite de hoje continua. A provável escalação deve ter Marcelo Lomba; Rodinei, Moledo, Cuesta e Moisés; Musto, Lindoso (Boschilia), Edenílson e Patrick; D'Alessandro e Guerrero.
Do lado adversário, o técnico Hernán Caputto disse respeitar a força colorada, principalmente jogando em casa, mas afirmou que não pretende montar uma retranca em Porto Alegre. "O jogo, como todo jogo de Copa, é difícil. Vamos propor o nosso jogo. Devido ao que eles podem fazer desde o início, temos que ser inteligentes, buscar e encontrar suas debilidades", afirmou.
O time chileno deve começar o confronto com Cristóbal Campos (De Paul); Matías Rodríguez, Carrasco, Del Pino e Beausejour; Cornejo, Espinoza, Moya e Aránguiz; Henríquez e Larrivey.