Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 31 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Futebol

31/01/2020 - 11h30min. Alterada em 31/01 às 11h30min

Duas vezes melhor do mundo, americana cogita trocar futebol pela NFL

Eleita melhor jogadora do mundo de 2015 e 2016, a norte-americana Carli Lloyd pode trocar o futebol para jogar na NFL, a principal liga de futebol americano nos Estados Unidos.
Eleita melhor jogadora do mundo de 2015 e 2016, a norte-americana Carli Lloyd pode trocar o futebol para jogar na NFL, a principal liga de futebol americano nos Estados Unidos.
Em entrevista à rede de TV CNN, Lloyd afirmou que cogita a possibilidade de se tornar kicker de algum time. "Sem dúvida, há potencial. Obviamente, tenho coisas mais importantes no futebol este ano com as eliminatórias para as Olimpíadas no momento e a disputa dos Jogos Olímpicos."
Caso a jogadora de 37 anos realmente mude para o futebol americano, ela se tornará a primeira mulher a competir na NFL. Um vídeo de Lloyd chutando uma bola de futebol americano - e marcando um field goal- pelo Philadelphia Eagles viralizou nas redes sociais no ano passado, quando começaram os rumores de uma possível ida da atleta para a NFL.
Questionada sobre como seria jogar entre os homens, Lloyd afirmou que sabe que iria encarar um desafio muito difícil na NFL. "Vamos ver o que acontece. Não estou fechando nenhuma porta no momento", disse.
Folhapress
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia