Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de janeiro de 2020.
Dia Nacional do Aposentado.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

24/01/2020 - 17h27min. Alterada em 24/01 às 17h29min

CBF pagará até R$ 72,8 milhões para campeão da Copa do Brasil

Houve um reajuste de valores, e o campeão pode acumular premiações que alcançam R$ 72,8 milhões

Houve um reajuste de valores, e o campeão pode acumular premiações que alcançam R$ 72,8 milhões


Lívia Villas-Boas/CBF/Divulgação
A CBF atualizou as cotas de participação da Copa do Brasil para a edição 2020. Houve um reajuste de valores, e o campeão pode acumular premiações que alcançam R$ 72,8 milhões.
A CBF atualizou as cotas de participação da Copa do Brasil para a edição 2020. Houve um reajuste de valores, e o campeão pode acumular premiações que alcançam R$ 72,8 milhões.
Apenas a vitória na final assegurará R$ 54 milhões. Isso representa um aumento de R$ 2 milhões em relação à edição de 2019, vencida pelo Athletico-PR. O vice-campeão, só no confronto decisivo, arrecadará R$ 22 milhões. O Internacional, derrotado em 2019, ficou com R$ 21 milhões só pelo resultado da final.
Cotas da Copa do Brasil:
  • 1ª Fase: R$ 1,1 milhão (grupo 1); R$ 950 mil (grupo 2) e R$ 540 mil (grupo 3)
  • 2ª Fase: R$ 1,3 milhão (grupo 1), R$ 1,03 milhão (grupo 2) e R$ 650 mil (grupo 3)
  • 3ª fase: R$ 1,5 milhão
  • 4ª fase: R$ 2 milhões
  • Oitavas de final: R$ 2,6 milhões
  • Quartas de final: R$ 3,3 milhões
  • Semifinal: R$ 7 milhões
  • Vice-campeão: R$ 22 milhões
  • Campeão: R$ 54 milhões
Agência O Globo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia