Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Alterada em 18/11 às 09h42min

Renato Gaúcho ameaça não renovar se Grêmio investir menos no próximo ano

"Nasci para vencer e vou fazer meu grupo vencedor. Para fazer isso, tenho que ter grupo vencedor", disse

"Nasci para vencer e vou fazer meu grupo vencedor. Para fazer isso, tenho que ter grupo vencedor", disse


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Renato Gaúcho mudou o tom e falou com boa dose de ameaça sobre o futuro no Grêmio. Depois da derrota para o Flamengo, o treinador declarou que não espera redução de investimentos no clube gaúcho para 2020. E se houver diminuição de recursos, a renovação contratual dele não deve ocorrer. A posição cria um novo cenário em meio às certezas da diretoria.
Renato Gaúcho mudou o tom e falou com boa dose de ameaça sobre o futuro no Grêmio. Depois da derrota para o Flamengo, o treinador declarou que não espera redução de investimentos no clube gaúcho para 2020. E se houver diminuição de recursos, a renovação contratual dele não deve ocorrer. A posição cria um novo cenário em meio às certezas da diretoria.
No início da semana, o UOL Esporte mostrou que o Grêmio planeja reduzir a folha salarial no próximo ano. Renato não citou a ideia, mas falou sobre investimentos maiores ou menores na nova temporada.
"Sobre minha permanência ou não, não vou falar nisso? O cinto não vai se abrir muito, mas posso dizer que ele não vai se fechar muito, não. Tá parecendo que o cinto vai se fechar, mas não vai. A não ser que alguém chegue aqui e diga que vai fechar, mas aí eu respondo 'não cobrem'. Não vamos abrir o cinto demais, como Flamengo e Palmeiras, mas posso garantir que não vai fechar muito. Se fechar, podem encontrar outro treinador. Eu nasci para vencer e vou fazer meu grupo vencedor. Para fazer isso, tenho que ter grupo vencedor", disse.
Renato Gaúcho e Grêmio retomaram as conversas sobre o novo contrato e existe otimismo no acerto. A declaração sobre orçamento para 2020 aparece como nova carta na mesa.
A reformulação do elenco tem sido um assunto recorrente no dia a dia do Grêmio, mas que o clube tem adiado. O argumento é que o tema pode gerar problemas na reta final do ano, com o time ainda buscando vaga direta à fase de grupos da Libertadores.
"É uma coisa bem de direção, apertar ou afrouxar o cinto. A grande virtude é acertar a medida exata para não quebrar o clube. Não adianta nada fazer um timaço por um ano e quebrar o clube, aí nos anos seguintes ter luta contra o rebaixamento ou segunda divisão. Recuperar o clube é muito importante, com equilíbrio financeiro dá para investir. O grande lance é acertar a medida exata. O Grêmio é grande, não pode se apequenar demais em investimentos e tem que ter certa ousadia mesmo", respondeu Duda Kroeff, vice de futebol do Grêmio.
Folhapress
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia