Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 03h00min, 27/09/2019. Atualizada em 03h00min, 27/09/2019.

Ritmo de treino e goleada na Arena

Deivison Ávila

Um treino de luxo. Assim foi a vitória do Grêmio por 6 a 1, nesta quinta-feira, na Arena, pelo Campeonato Brasileiro. A quarta vitória consecutiva, quarta goleada. Foi uma boa oportunidade para ajustar os últimos detalhes antes do duelo com os cariocas, pelas semifinais da Libertadores, na próxima quarta-feira. No próximo domingo, às 16h, no Rio de Janeiro, ainda pelo Nacional, contra o Fluminense, a tendência é de que o técnico Renato Portaluppi mande a campo um time totalmente reserva.

Um treino de luxo. Assim foi a vitória do Grêmio por 6 a 1, nesta quinta-feira, na Arena, pelo Campeonato Brasileiro. A quarta vitória consecutiva, quarta goleada. Foi uma boa oportunidade para ajustar os últimos detalhes antes do duelo com os cariocas, pelas semifinais da Libertadores, na próxima quarta-feira. No próximo domingo, às 16h, no Rio de Janeiro, ainda pelo Nacional, contra o Fluminense, a tendência é de que o técnico Renato Portaluppi mande a campo um time totalmente reserva.

Renato manteve Michel e Galhardo na equipe, dando a entender que Léo Moura e Maicon seguirão no banco. A ausência foi Alisson, poupado com dores musculares - Luciano entrou em seu lugar.

Jogando fácil, não demorou para o Tricolor abrir o placar. Aos quatro minutos, ao estilo Grêmio de troca de passes, Everton e Tardelli chegaram na área catarinense. Cebolinha chutou, o goleiro Vladimir deu rebote, e o camisa 9 mandou para o fundo do gol. E a fragilidade do adversário não resistiu também à bola parada. Aos, 13, Luan cobrou escanteio, Vladimir não saiu do gol, e David Braz cabeceou no cantinho esquerdo.

O Avaí tentava esboçar jogadas, mas lhe faltava qualidade. Do outro lado, o Tricolor dominava as ações e, aos 37, Luan marcou pelo segundo jogo seguido - bateu da entrada da área sem chances para Vladimir. Para dizer que o goleiro Paulo Victor não trabalhou, aos 43, Matheus Barbosa recebeu na área e cabeceou com perigo, forçando o camisa 1 a uma boa defesa. Mas ainda teve tempo do Grêmio marcar o quarto. Nos acréscimos, após troca de passes, Luan deu assistência de letra para Luciano acertar um chute, no ângulo.

A segunda etapa começou sonolenta, mas quando a fase é boa, até o Cortez marca. Aos 18, após rebote da zaga, o lateral-esquerdo chutou cruzado. A bola desviou em Betão, e matou o goleiro Glédson. Aos 24, foi a vez de André, que a recém havia entrado, receber cruzamento de Léo Moura e cabecear para marcar o sexto. Aos 40, os catarinenses marcaram o de honra, com Gegê, em cobrança de falta, dando números finais ao duelo.

Comentários CORRIGIR TEXTO