Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 04 de setembro de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

copa do Brasil

04/09/2019 - 08h40min. Alterada em 04/09 às 11h32min

Dupla Grenal a 90 minutos de um confronto histórico

Nico López deve retornar ao time principal; Jean Pyerre é o cérebro da equipe de Renato Portaluppi

Nico López deve retornar ao time principal; Jean Pyerre é o cérebro da equipe de Renato Portaluppi


Ricardo Duarte/S.C Internacional/JC e Lucas Uebel/Grêmio FBPA/JC
Deivison Ávila e Juliano Tatsch
Não existe um torcedor da dupla Grenal que não esteja pensando em um possível clássico para decidir o título da Copa do Brasil 2019. A vantagem que Grêmio e Inter obtiveram credencia ambos a sonharem com esse confronto histórico, em partidas que irão parar Porto Alegre e o Rio Grande do Sul hoje à noite. O Grêmio tem uma vantagem um pouco mais tranquila. A vitória por 2 a 0 sobre o Atlhetico-PR, na Arena, no dia 14 de agosto, permite que o Tricolor perca por um gol de diferença e, mesmo assim, avance à final. O Furacão tentará a façanha de superar a sólida defesa gremista, marcando dois gols para levar a decisão para os pênaltis. O jogo começa às 19h, na Arena da Baixada, em Curitiba. O Inter também pulou na frente diante do Cruzeiro. No enfrentamento com a Raposa, em Minas Gerais, no dia 7 de agosto, o Colorado venceu por 1 a 0. Para o segundo embate, a vantagem está no apoio incondicional de um Beira-Rio completamente lotado. Qualquer empate leva o Inter à final. A partida está marcada para as 21h30min. Ou seja, os gaúchos só saberão se os Grenais 422 e 423 decidirão o título da Copa do Brasil no final da noite desta quarta-feira. Até lá, a quarta-feira promete ser de emoções à flor da pele e muita expectativa entre os gaúchos.
Não existe um torcedor da dupla Grenal que não esteja pensando em um possível clássico para decidir o título da Copa do Brasil 2019. A vantagem que Grêmio e Inter obtiveram credencia ambos a sonharem com esse confronto histórico, em partidas que irão parar Porto Alegre e o Rio Grande do Sul hoje à noite. O Grêmio tem uma vantagem um pouco mais tranquila. A vitória por 2 a 0 sobre o Atlhetico-PR, na Arena, no dia 14 de agosto, permite que o Tricolor perca por um gol de diferença e, mesmo assim, avance à final. O Furacão tentará a façanha de superar a sólida defesa gremista, marcando dois gols para levar a decisão para os pênaltis. O jogo começa às 19h, na Arena da Baixada, em Curitiba. O Inter também pulou na frente diante do Cruzeiro. No enfrentamento com a Raposa, em Minas Gerais, no dia 7 de agosto, o Colorado venceu por 1 a 0. Para o segundo embate, a vantagem está no apoio incondicional de um Beira-Rio completamente lotado. Qualquer empate leva o Inter à final. A partida está marcada para as 21h30min. Ou seja, os gaúchos só saberão se os Grenais 422 e 423 decidirão o título da Copa do Brasil no final da noite desta quarta-feira. Até lá, a quarta-feira promete ser de emoções à flor da pele e muita expectativa entre os gaúchos.

Nico López deve retornar ao time nesta noite

Atacante uruguaio ficou 24 jogos sem marcar

Atacante uruguaio ficou 24 jogos sem marcar


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Para buscar a primeira final de expressão em sua curta carreira como treinador, o técnico Odair Hellmann deve mudar uma de suas últimas convicções. Mesmo que tenha afirmado que Rafael Sobis venha dando aquilo que ele espera, a tendência para a noite de hoje é de que Nico López retorne ao time titular. Depois de passar 24 jogos sem marcar, o atacante balançou as redes na partida com o Botafogo, sábado, pelo Campeonato Brasileiro, no Beira-Rio.
Se era autoestima e confiança que faltavam para Nico, o gol marcado devolveu o sorriso ao jogador. Mesmo que Odair tenha fechado os últimos treinamentos, o Inter está definido para encarar o Cruzeiro. A equipe deve ser a mesma que começou o jogo com o Flamengo, na eliminação na Libertadores, com exceção da entrada de Nico. O Colorado deve ter Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick, D'Alessandro e Nico; Paolo Guerrero.
Notícias sobre o Internacional são importantes para você?
Quem não ficará à disposição de Odair é Wellington Silva. O atacante está na Espanha, a pedido da Justiça, para esclarecer uma suposta manipulação de resultado na partida entre Levante, clube que defendia na temporada 2010/2011, contra o Zaragoza, pela Liga Espanhola. Os depoimentos de todos os jogadores iniciam hoje, deixando o atacante de fora, inclusive, da partida com o São Paulo, no próximo sábado, em casa, pelo Brasileirão.
O Inter entra em campo com dois jogadores pendurados. Nico e Sobis já receberam dois cartões amarelo e, se levarem mais um, ficaram de fora do primeiro jogo decisivo. 
Na coletiva pré-jogo, Patrick falou como a eliminação para o Flamengo foi superada pelo grupo colorado. "Quando acontece uma situação negativa, a próxima partida tem que ser ao contrário. Sempre temos pensado assim, e aconteceu da melhor maneira possível, com o gol do Nico", lembrou o meio-campista da vitória sobre o Botafogo. Patrick contou ainda que o reencontro de Nico com as redes deixou o uruguaio ainda mais feliz e motivado. “É um alívio para quem fica muito tempo sem fazer gols. Acredito que ele esteja ainda mais confiante. Esse golzinho vai dar mais força para ele e para o grupo poder seguir adiante no torneio”, garante.
Em relação à estratégia que o time irá adotar, o camisa 5 afirma que o time tem que usar a inteligência. “Temos a vantagem do empate, mas temos que jogar para vencer a partida. O jogo é na nossa casa, onde temos mostrado nossa força nas competições. Temos que ser inteligentes durante os 90 minutos”, planeja.

Maior vencedor do torneio, Cruzeiro tem chegada de Rogério Ceni como motivação

Para tentar reverter a vantagem colorada, o Cruzeiro mudou o comando técnico. A derrota na primeira partida foi o ponto final na passagem de mais de três anos de Mano Menezes no clube mineiro. Para a sua vaga, a direção trouxe Rogério Ceni. Em três partidas pelo Brasileirão, o ex-goleiro ainda não perdeu: foram duas vitórias e um empate. E, com ele, a Raposa encontrou a motivação que faltava.
Para levar o maior campeão do torneio (são seis títulos) a mais uma decisão, Ceni tem dúvidas para formar o time. A defesa é a principal incógnita. No último treino, realizado ontem no CT Luiz Carvalho, do arquirrival, Dedé permaneceu no hotel realizando fisioterapia. Entretanto, a tendência é de que ele vá a campo. Já Léo, que ainda não atuou sob o comando do novo técnico, não deve ter condições de jogo.
Outra ausência está na lateral-direita. O colombiano Orejuela foi convocado pela seleção de seu país e não foi liberado. Com isso, Edilson assume a vaga. A parte final da atividade foi fechada, mas a escalação deve ter Fábio; Edilson, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique e Robinho; Marquinhos Gabriel, Thiago Neves, David e Pedro Rocha.

Com boa vantagem, Grêmio vai à Arena da Baixada para confirmar vaga na decisão

Jean Pyerre é o cérebro da equipe de Renato Portaluppi

Jean Pyerre é o cérebro da equipe de Renato Portaluppi


LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC
O Grêmio inicia o jogo de hoje com um pé na decisão da Copa do Brasil. Como se não bastasse a tradição do Tricolor na competição - o clube quer chegar à sua nona final -, a vantagem obtida com a vitória por 2 a 0 sobre o Athletico-PR na Arena deixa o time de Renato Portaluppi muito próximo de mais uma disputa de título - seria a sexta em três anos do técnico no clube.
O Grêmio fez o último treino antes do jogo decisivo na manhã de ontem. O trabalho não teve a presença do volante Maicon, que deve ficar fora do jogo após não ir ao campo pelo segundo dia consecutivo por causa de dores musculares na panturrilha direita. O zagueiro Kannemann também foi ausência nesta atividade, mas deve ser confirmado entre os titulares.
Notícias sobre o Grêmio são importantes para você?
Na vaga de Maicon, a tendência é a escalação de Rômulo. O volante entrou bem contra o Palmeiras, nas quartas de final da Copa Libertadores, na semana passada, no Pacaembu, onde os gremistas venceram por 2 a 1 para avançar no torneio continental. No ataque, Pepê substituirá Everton, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.
Assim, o Grêmio deve entrar em campo com Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann e Cortez; Romulo, Matheus Henrique, Alisson, Jean Pyerre e Pepê; André. Três jogadores entram em campo pendurados e, se tomarem cartão amarelo, irão desfalcar o Tricolor na primeira partida de uma possível final: Kannemann, Matheus Henrique e Maicon.
A grama sintética usada na Arena da Baixada não é novidade, mas ainda causa preocupação. O goleiro Paulo Victor voltou a chamar a atenção para os cuidados que o time gaúcho deverá ter no confronto de hoje. "É um estádio moderno, bonito, mas não temos nem que ficar questionando. Claro que a bola fica um pouco mais viva, mais rápida, por ser sintético, mas não podemos reclamar de nada. É sempre difícil para a gente assim, por ser uma ocasião diferente, mas nada excepcional. O professor Rogério Godoy (preparador de goleiros do Grêmio) tem alguns mecanismos para treinarmos situação real do campo deles. Estamos trabalhando há 15, 20 dias para estarmos preparados para o que enfrentaremos", disse o goleiro tricolor, em entrevista coletiva.
Para o goleiro, o Grêmio precisa manter seu estilo de jogo, apesar da vantagem obtida no jogo de ida. "É um adversário difícil, vamos com todo respeito, muito bem treinada, com jogadores de alto nível. Precisamos ter a consciência de que não será um jogo fácil, independentemente da vantagem. Eles jogam em casa e com o torcedor ao lado", disse o atleta.

Desfalcado, Athletico-PR busca virada épica para chegar à segunda decisão

A tarefa do Athletico-PR na noite desta quarta-feira já é difícil por si só: reverter um placar desfavorável de 2 a 0 para o Grêmio. Junto a isso, porém, o Furacão precisa superar uma outra dificuldade. O técnico Tiago Nunes terá de montar a equipe que iniciará o confronto tendo 11 desfalques. De jogadores lesionados, passando por atletas suspensos, outros afastados por doping, alguns de fora por já terem jogado a Copa do Brasil, a atletas que foram emprestados pelo Grêmio e não poderão entrar em campo, o treinador terá de fazer malabarismo para escalar a equipe.
A seu favor, os paranaenses contam com o grito da torcida, que deve lotar a Arena da Baixada, e com o gramado sintético do estádio para chegar à final do torneio pela segunda vez (em 2013, o clube foi vice-campeão ao ser derrotado pelo Flamengo).
O Furacão encerrou a preparação para confronto na tarde de ontem, quando Tiago Nunes praticamente definiu o time com Santos; Khellven, Bambu, Lucas Halter e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Marcelo; Nikão, Rony e Marco Ruben.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia