Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 26 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Edição impressa de 26/08/2019. Alterada em 25/08 às 19h04min

Apagão Colorado e vitória do Goiás

Inter saiu na frente no Serra Dourada e, mesmo com um jogador a mais, tomou virada dos donos da casa

Inter saiu na frente no Serra Dourada e, mesmo com um jogador a mais, tomou virada dos donos da casa


SC INTERNACIONAL/DIVULGAÇÃO/JC
De uma partida que se encaminhava para uma vitória tranquila, para uma derrota dolorida. Com um jogador a mais desde os minutos iniciais da primeira etapa, o Inter saiu na frente, mas tomou a virada do Goiás no último lance de jogo. A derrota por 2 a 1 impede o Colorado de colar no G-4 da competição.
De uma partida que se encaminhava para uma vitória tranquila, para uma derrota dolorida. Com um jogador a mais desde os minutos iniciais da primeira etapa, o Inter saiu na frente, mas tomou a virada do Goiás no último lance de jogo. A derrota por 2 a 1 impede o Colorado de colar no G-4 da competição.
O primeiro tempo de partida no estádio Serra Dourada foi de muitos acontecimentos. A partida começou com as duas equipes buscando a bola aérea, mas parando nas defesas adversárias. Logo aos 11 minutos, o Inter largou na frente no placar. Os donos da casa saíram errado no campo defensivo e o Colorado aproveitou a bobeira. Wellington Silva enfiou para Guilherme Parede atrás da zaga e o atacante bateu de canhota para fazer o gol. O lance resultou, ainda, na expulsão do volante goiano Léo Sena, após lance com Rithely.
Depois do gol, o Inter recuou um pouco, buscando contra-atacar. Aos 24 minutos, o lateral-esquerdo Natanel sentiu dores e foi substituído por Erik. Aos 36, foi a vez de Rithely sair para a entrada de Sarrafiore.
Com um jogador a mais em campo e o controle total das ações - 69% de posse de bola no primeiro tempo, - o time de Odair Hellmann tratou de "amorcegar" o confronto, tocando a bola e esperando uma oportunidade de avançar com perigo.
O Goiás voltou do intervalo com ímpeto para buscar o empate já no começo. Aos cinco minutos, em cobrança de escanteio da direita, Michael desviou de cabeça na primeira trave e por muito pouco não marcou.
A partida serviu para confirmar a mudança na equipe titular colorada. Nico López jogou entre os reservas e teve uma atuação apagada, chegando a perder um gol livre, com tempo para decidir o que fazer, acertando a trave do goleiro aos 21 minutos - menos mal que a arbitragem anotou impedimento de Parede no lance e evitou constrangimento maior para o uruguaio.
Com a vitória parcial, os visitantes se acomodaram em campo e passaram a administrar o resultado, mesmo faltando ainda muito tempo para a partida se encerrar. A falta de ambição colorada, mesmo com um a mais em campo, custou caro aos gaúchos. Aos 25 minutos. Michael fez fila dentro da área do Inter, deixou dois defensores no chão, e bateu de canhota, no canto de Marcelo Lomba para empatar.
Aos 40 minutos Nico teve uma nova chance para espantar a má fase, ao se livrar do marcador dentro da área e bater rasteiro, mas o goleiro Tadeu salvou. Já são 23 jogos sem ir às redes. Os gaúchos foram para cima nos minutos finais de jogo.
E o resultado que já era ruim, ficou ainda pior aos 50 minutos do segundo tempo. Em cobrança de falta pela direita, Rafael Vaz bateu colocado e Lomba não conseguiu impedir o gol da virada goiano e definir a derrota colorada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia