Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

jogos pan-americanos

07/08/2019 - 22h31min. Alterada em 07/08 às 22h31min

Brasil é ouro no salto por equipes do hipismo do Pan e se garante em Tóquio-2020

Estadão Conteúdo
A equipe brasileira de salto do hipismo brilhou nesta quarta-feira nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Nesta quarta-feira, o quarteto composto por Marlon Modolo Zanotelli, Eduardo Menezes, Rodrigo Lambre e Pedro Veniss faturou a medalha de ouro, o que também garantiu ao País a classificação à Olimpíada de Tóquio, em 2020.
A equipe brasileira de salto do hipismo brilhou nesta quarta-feira nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Nesta quarta-feira, o quarteto composto por Marlon Modolo Zanotelli, Eduardo Menezes, Rodrigo Lambre e Pedro Veniss faturou a medalha de ouro, o que também garantiu ao País a classificação à Olimpíada de Tóquio, em 2020.
O título pan-americano foi assegurado na segunda e decisiva rodada de disputas, quando o Brasil perdeu apenas 12,39 pontos. Assim, assegurou a conquista com boa vantagem para os Estados Unidos, com 23,09 pontos perdidos. E o México, com 23,87, completou o pódio.
O Pan distribuía vagas olímpicas para os três primeiros colocados da disputa por equipes do salto nos Jogos de Tóquio, em 2020. Mas como Estados Unidos já estavam assegurados por causa do título mundial, o quarto colocado Canadá também se classificou.
A disputa que garantiu a conquista ao Brasil também foi classificatória para a final individual do salto, marcada para esta sexta-feira. Nesse caso, Veniss avançou na primeira posição, Lambre passou em terceiro e Zanotelli se classificou em quinto.
Este foi o sexto título do Brasil no evento por equipes na história dos Jogos Pan-Americanos e a 14ª vez que o País subiu ao pódio nessa competição.
Além disso, o hipismo brasileiro já havia faturado outras três medalhas no evento em Lima. A equipe do adestramento foi bronze, enquanto o time do CCE levou a prata, com ambos obtendo vagas olímpicas. E Carlos Parro ficou na segunda posição no evento individual do CCE.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia