Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 07 de julho de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

copa américa

Alterada em 07/07 às 21h33min

Daniel Alves agradece torcida em 'reencontro especial' do Brasil com o Maracanã

Estadão Conteúdo
Eleito o melhor jogador da Copa América, o lateral-direito Daniel Alves agradeceu aos torcedores presentes no Maracanã - quase 70 mil pessoas estiveram no estádio - que apoiaram a seleção brasileira neste domingo, no triunfo por 3 a 1 sobre o Peru que garantiu o nono título do Brasil na competição continental.
Eleito o melhor jogador da Copa América, o lateral-direito Daniel Alves agradeceu aos torcedores presentes no Maracanã - quase 70 mil pessoas estiveram no estádio - que apoiaram a seleção brasileira neste domingo, no triunfo por 3 a 1 sobre o Peru que garantiu o nono título do Brasil na competição continental.
Jogador com mais troféus na história do futebol, o capitão da seleção brasileira, que conquistou o seu 40º título na carreira, afirmou que os jogadores tinham de dar uma resposta positiva pelo apoio da torcida não só na final, mas em todo o torneio, e celebrou o reencontro vitorioso da equipe de Tite com o Maracanã, estádio onde a seleção não atuava desde a final da Copa das Confederações, vencida diante da Espanha, em 2014.
"Reencontro com o Maracanã é sempre muito especial. Aqui é nossa casa e a gente estava muito determinado do que faríamos. A gente tinha que ir passo a passo. Muito consciente e acreditando no nosso trabalho. Tivemos muito apoio e a gente sabia que precisávamos dar uma resposta positiva e um passo à frente e esse passo foi dado", comemorou Daniel Alves.
O jogador, que está sem clube depois de deixar o Paris Saint-Germain, da França, exaltou a luta dos jogadores e também enalteceu o trabalho da comissão técnica. Foi o primeiro título de Tite no comando da seleção brasileira.
"Parabéns para a nossa comissão, para os nossos jogadores, que lutaram até o final. Sabíamos que não ia ser fácil, mas estávamos preparados para esse reencontro com o Maracanã", afirmou o lateral. Ele também dividiu o mérito do triunfo com o grupo e afirmou que não é especial por ser capitão, mas apenas representa o elenco.
"O capitão é o Tite. Não sou eu. Eu simplesmente represento todos os jogadores e vou ter a honra de levantar o troféu em homenagem aos nossos atletas que lutaram muito para estar aqui. Conseguimos nosso objetivo", comemorou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia