Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 04 de julho de 2019.
Dia do Operador de Telemarketing. Feriado nos EUA - Dia da Independência.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Inter

04/07/2019 - 16h11min. Alterada em 04/07 às 18h10min

Inter abandona ideia de ter Zeca como curinga em laterais

ZEca irá operar somente em uma posição específica

ZEca irá operar somente em uma posição específica


RICARDO DUARTE/DIVULGAÇÃO/JC
Folhapress
O Internacional resolveu simplificar e vai manter Zeca apenas como lateral direito. A decisão também explica a contratação de Natanael, ex-Athletico e Ludogorets (Bulgária).
O Internacional resolveu simplificar e vai manter Zeca apenas como lateral direito. A decisão também explica a contratação de Natanael, ex-Athletico e Ludogorets (Bulgária).
A ideia de testar o camisa 2 no outro lado do campo foi estudada após a saída de Iago, agora no futebol alemão.
Zeca chegou ao Inter para ser lateral direito, mas o histórico na esquerda sempre esteve na mesa de Odair Hellmann. O treinador do clube gaúcho já havia trabalhado com o jogador na seleção olímpica, medalha de ouro no Rio de Janeiro em 2016.
Durante o recesso, e logo após Iago ser negociado com o Augsburg, da Alemanha, a comissão técnica do Internacional pensou em deixar Zeca como reserva imediato de Uendel - herdeiro da vaga entre os titulares. Pesou contra a ideia de profundidade do elenco.
O Inter, com Zeca na função de curinga, teria sempre uma opção a menos no quesito quantitativo. Ficaria refém às contingências da sequência de jogos e eventuais lesões, suspensos. Com margem para outras improvisações ou lançamento precoce de jovens.
Agora, com Natanael, as alternativas são iguais para os dois flancos. Na direita, Zeca e Bruno. Na esquerda, Uendel e o reforço que volta da Europa após quase quatro anos. No grupo principal ainda estão Dudo e Heitor, laterais direitos.
Erik e Leonardo foram a Atibaia com o Internacional durante o recesso e serão observados no segundo semestre. Os dois jovens laterais, contudo, vão vistos como nomes a serem lapidados com calma para o futuro.
O Internacional volta a campo em 10 de julho, diante do Palmeiras, pelas quartas de final da Copa do Brasil.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia