Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 17 de junho de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

CORRIGIR

Copa do Mundo

Edição impressa de 17/06/2019. Alterada em 17/06 às 03h00min

Seleção feminina fica a um empate das oitavas de final

Não poderiam ter sido melhores para a seleção brasileira feminina os resultados do final de semana da Copa do Mundo, disputada na França. No sábado, as vitórias de Holanda e do Canadá, pelo Grupo E, definiram a chave e deixaram as seleções derrotadas (Camarões e Nova Zelândia) sem nenhum ponto até agora. Ontem, pelo Grupo F, no fechamento da segunda rodada, os triunfos da Suécia e dos Estados Unidos deixaram as tailandesas e chilenas também sem pontos na classificação. Com isso, o Brasil, que tem três pontos no Grupo C, precisa apenas de um empate diante da Itália, amanhã, às 16h, para garantir matematicamente a classificação às oitavas de final como um dos melhores terceiros colocados. Até mesmo a derrota pode dar a vaga, mas na dependência de outros resultados.
Além do Brasil, outras seleções precisam de apenas um ponto para avançar: Noruega e Nigéria, no Grupo A; e Austrália, no Grupo C. Chama a atenção o Grupo B, no qual China e Espanha se enfrentam, na última rodada, em Le Havre - as duas equipes têm três pontos e, com isso, um 0 a 0 classifica ambas para as oitavas de final.
 
CORRIGIR