Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 11 de junho de 2019.
Dia da Marinha Brasileira.

Jornal do Comércio

Esportes

CORRIGIR

copa do mundo feminina

11/06/2019 - 18h56min. Alterada em 11/06 às 18h56min

Gol no último minuto dá vitória à Holanda contra a Nova Zelândia

Jill Roord comemora o gol que deu o triunfo as holandesas

Jill Roord comemora o gol que deu o triunfo as holandesas


LOIC VENANCE/AFP/JC
Agência Brasil
O estádio Oceáne, em Le Havre, estava lotado de torcedores holandeses, que coloriram as arquibancadas com um laranja vibrante.
A Holanda era favorita no confronto contra uma Nova Zelândia que, até hoje, ainda busca sua primeira vitória em mundiais femininos. A tática neozelandesa para brecar o ímpeto adversário era congestionar o meio-campo, com cinco atletas, deixando a atacante Gregorius isolada mais à frente para tentar um contra-ataque.
Aos 10 minutos, a meia Chance acertou o travessão da goleira Van Veenendaal, numa ótima oportunidade da Nova Zelândia.
O esquema defensivo das jogadoras da Oceania funcionou durante os primeiros 45 minutos. A Holanda produziu pouco e o resultado natural foi o empate em 0 a 0. Isso porque a zagueira holandesa Bloodworth, no último instante, desperdiçou um gol feito. Sem goleira, dentro da pequena área, chutou para fora uma chance incrível.
No 2º tempo, quem começou melhor foi a Nova Zelândia, que com a atacante Gregorius chutou de voleio e a goleira Van Veenendaal se esticou toda, no cantinho, para evitar o gol.
Aos 14 minutos, Miedema conseguiu avançar e frente a frente com o gol, chutou desequilibrada. A bola passou rente a trave e a Holanda perdeu mais uma oportunidade de ouro para abrir o placar.
Aos 46 minutos, enfim, a Holanda conseguiu o gol da vitória. Num cruzamento para a área, Beerensteyn ajeitou de cabeça para a reserva Roord, também de cabeça, colocar nas redes da goleira Nayler. Foi no sufoco! Foi um castigo para a Nova Zelândia!
Na próxima rodada do Grupo E, no sábado, a Holanda enfrenta o Camarões, enquanto a Nova Zelândia tenta se recuperar diante do Canadá.
Nova Zelândia 0 x 1 Holanda
Erin Nayler; Ali Riley, Abby Erceg, Rebekah Stott e C.J. Bott; Ria Percival, Olivia Chance, Rosie White (Hannah Duncan), Katie Bowen e Betsy Hassett (Annalie Longo); Sarah Gregorius (Paige Satchell). Técnico: Tom Sermanni.
Sari van Veenedaal; Desiree van Lunteren, Stefanie van der Gragt, Dominique Bloodworth e Kika van Es (Merel van Dongen); Jackie Groenen (Jill Roord), Danielle van de Donk e Sherida Spitse; Shanice van de Sanden (Lineth Beerensteyn), Lieke Martens e Vivianne Miedema. Técnica: Sarina Wiegman.
Árbitro: Edina Alves Batista (Fifa/BRA).
CORRIGIR